Lançada primeira chapa para eleições à presidência do Náutico
O grupo Vermelho de Luta é o primeiro lançado para as eleições de 2015 (Foto: Umbro/Divulgação)

Lançada primeira chapa para eleições à presidência do Náutico

Reunião na próxima quinta feira poderá definir alguns nomes que concorrerão ao comando do Náutico no próximo biênio

claracastrob
Clara Castro

Após duas gestões bastante conturbadas, está chegando o período eleitoral do Náutico e, junto com ele, a esperança de dias melhores no clube. No próximo dia 1º de outubro os membros do Conselho Deliberativo irão se reunir na sede do Timbu para uma discussão sobre o estatuto do clube. Além de analisar a criação de um colégio eleitoral para conhecer o novo comandante do time, há a probabilidade de alguns candidatos e chapas se confirmarem para que o torcedor alvirrubro tenha mais uma vez a chance de votar por uma melhor gestão.

Paulo Wanderley, que até então era vice-presidente do Timbu, foi eleito presidente com a participação direta dos sócios em dezembro de 2011 para comandar o Náutico no biênio 2012/2013. Em 2012 o Náutico conseguiu se manter na série A e se classificar para a Copa Sul-Americana, mas, terminou a temporada de 2013 rebaixado e com uma das piores campanhas do campeonato na história dos pontos corridos.

O que marcou o mandato de PW foram os escândalos financeiros, mesmo com o contrato de 30 anos com a Arena Pernambuco, o possível arrendamento do estádio dos Aflitos e o empréstimo do lateral direito Douglas Santos para a seleção brasileira, o clube atrasou salários e gerou comoção nacional com o Movimento Por Um Futebol Melhor, adepto por vários clubes que protestaram a favor dos atletas do Timbu.

Glauber Vasconcelos, venceu as eleições em 2013 com o slogan “Transparência Alvirrubra”. A chapa MTA, que prometeu uma gestão diferente da anterior e se comprometeu com a torcida, conseguiu ser líder do Pernambucano e se classificar para a final, onde foi derrotado pelo Sport, ficando em segundo lugar.

Uma campanha regular na série B garantiu que o time livrasse o rebaixamento e terminasse a temporada no meio da tabela, permanecendo mais um ano na série B. O ano de 2015, por outro lado, foi bastante oscilante, o Náutico começou lanterna do estadual (consequentemente fora da Copa do Nordeste 2016 e, parcialmente fora da Copa do Brasil 2016) e logo começou uma série B embalado, estando sempre entre os 4 primeiros e, em alguns momentos, líder. Após alguns altos e baixos, muitas trocas de jogadores e de técnicos, o Náutico está mais uma vez se mantendo no meio da tabela e mais uma eleição se aproxima.

Faltando pouco mais de 2 meses para as eleições, o assunto pouco é comentado pelas lideranças do clube e pela oposição, mas, nos bastidores já há um grupo formado. O “Vermelho de Luta” (Tiago Dias, Plínio Cavalcanti, Hugo Arcoverde e Valter Lins), que quer lançar um candidato único, mas caso não haja consenso, devem lançar um candidato para liderar a chapa nos próximos dias.

O atual presidente, Gláuber Vasconcelos, garantiu que não será candidato e sugeriu o vice de esportes amadores, Bira Tavares. Além disso, especula-se alguns nomes de oposição, como os alvirrubros Alexandre Homem de Melo e Rubens Barbosa.

VAVEL Logo