Pré-jogo: Com um pé na final, Santos prega atenção para evitar "milagre" são-paulino na Copa do Brasil
Foto: Júnior Melo/VAVEL Brasil

Após a vitória do Santos, por 3 a 1, no Morumbi, o São Paulo precisará de um milagre para avançar às finais da Copa do Brasil. Para passar de fase no torneio, a equipe Tricolor terá que, na noite de hoje (28), às 22h, vencer o Peixe, na Vila Belmiro, por 3 a 0, ou por dois gols de diferença a partir do placar de 4 a 2. Lembrando que se o jogo terminar 3 a 1 para os visitantes haverá decisão por pênaltis.

No final de semana, o Peixe, com time misto, foi até Florianópolis e empatou sem gols com o Figueirense. Já o clube do Morumbi foi com o que tinha de melhor até o Paraná para enfrentar o Coritiba. No Couto Pereira, o time de Doriva venceu por 2 a 1 e chegou a 50 pontos no campeonato. A pontuação é a mesma do time da Baixada, porém os alvinegros ficam na frente, em quarto lugar, por ter um saldo de gols maior.

Para pelo menos levar a partida para os pênaltis, o Tricolor terá que fazer o que fez o Grêmio no primeiro turno do Brasileirão. A equipe gaúcha venceu na Vila Belmiro por 3 a 1, único resultado que pode levar a decisão de hoje para as penalidades. Para se classificar diretamente, o exemplo a ser seguido já é mais antigo. A última vez em que o Santos perdeu por mais de dois gols jogando no Urbano Caldeira foi em 2008, quando foi derrotado pelo Goiás por 4 a 0.

Fora isso, ainda existe o tabu em mata-matas entre as duas equipes. A última vez em que o São Paulo eliminou o rival nesse tipo de torneio foi em 2000, no Campeonato Paulista. De lá pra cá, os times já se encontraram mais seis vezes, e em todas o clube da capital foi eliminado.

Artilheiro diz que Santos não irá administrar resultado da ida

Podendo ser até mesmo derrotado por 2 a 0, o time alvinegro deverá ser mais cauteloso e atacar menos, certo? Não é o que pensa Ricardo Oliveira. O artilheiro da equipe santista afirmou que o Santos irá atacar em busca de mais uma vitória, pois esse é o "DNA" do time.

"Foge da nossa característica (administrar o resultado). Seria impossível a gente fazer isso, o Santos não sabe jogar desse jeito. Não vamos esperar e passar confiança ao adversário. Não vamos defender um resultado, mesmo que saibamos que é favorável. Dentro de casa, com o apoio do nosso torcedor, vamos em busca de outra vitória, com certeza. Isso dá muito mais segurança do que jogar com o resultado debaixo do braço. Somos agressivos por característica, vamos impor o nosso ritmo, propor o jogo, dentro de uma organização", afirmou o matador.

Além disso, o Peixe é praticamnte imbatível em casa. Jogando na Vila Belmiro, a equipe venceu todos os seus últimos 14 jogos, e pretende manter essa sequência. A última equipe a vencer na Baixada foi justamente o Grêmio, por 3 a 1, resultado que levaria a partida de hoje para os pênaltis.

Elenco são-paulino acredita na classificação

Enquanto Ricardo Oliveira falou pelo lado santista, Alan Kardec foi quem deu entrevista no CT da Barra-Funda. O atacante, que voltou após mais de seis meses parado e já marcou um gol, contra o Coritiba, é uma das esperanças do São Paulo para chegar à final. O jogador, que já teve uma boa passagem no rival desta noite, revelou que deu um ultimato aos outros atletas do elenco no vestiário.

"Muita gente acredita, então vamos começar por aí. Partiu de mim mesmo e se temos qualidade, capacidade, somos um grupo, temos de acreditar que as coisas podem acontecer. A pergunta foi simples e bem na lata. "Você acredita?" Se alguém dissesse que não acreditava, eu diria que então: "a gente não precisa de você". A verdade é essa. Dentro dessa pergunta, começa a surgir situações que podem acontecer. Acreditamos", disse o camisa 14.

Kardec, entretanto, não tem presença garantida entre os titulares. Isso porque Luís Fabiano voltou de contusão e poderá atuar. Além do camisa 9, Matheus Reis, que estava suspenso contra o Coritiba, também deverá voltar ao time do técnico Doriva. Por outro lado, o treinador terá problemas principalmente no setor defensivo. O zagueiro Breno e o lateral Carlinhos estão contundidos e não ficarão à disposição. Além deles, não poderão atuar também o volante Thiago Mendes, suspenso, e o atacante Rogério, que já disputou a Copa do Brasil pelo Vitória.

VAVEL Logo