Pré-jogo: Internacional duela com Ponte Preta de olho no G-4
Foto: VAVEL Brasil

Após dura derrota diante do Goiás no Serra Dourada no domingo (1), o Internacional precisa se reerguer no Campeonato Brasileiro de 2015. Na sexta posição na tabela com cinquenta pontos, a equipe gaúcha precisará derrotar a Ponte Preta neste sábado (7), em partida que será disputada no Beira-Rio.

Se o Internacional vem de derrota, o seu rival, a macaca, venceu o Joinville, candidato forte ao rebaixamento, com muitas dificuldades mesmo atuando em casa.

Tendo chegado na quinta posição no campeonato, os paulistas precisam somar pontos para manterem o sonho do G-4. Com a mesma pontuação colorada, o jogo desta tarde pode definir o futuro de ambas equipes. Na última rodada, o time comandado por Felipe Moreira venceu o Joinville por 1 a 0 no Moisés Lucarelli.

Sem Sasha, mas com D'Alessandro: Argel quer fazer o dever de casa no confronto direto

Uma das únicas certezas na escalação do técnico Argel Fucks para o jogo desta tarde será o meia e ídolo D'Alessandro, que após voltar de lesão, iniciará o jogo como titular e capitão do time. A derrota por virada contra o Goiás foi um duro golpe para os colorados, que tinham a mesma pontuação do Santos - atualmente no G-4.Argel preferiu fazer mistério com o resto da escalação após o rechão na manhã desta sexta-feira (6), e garantiu: "O time está definido. Passaremos a vocês 45 minuto antes da partida, mas o D’Alessandro joga", afirmou o treinador, que vê o jogo deste sábado como um divisor de águas em relação ao futuro de sua equipe.

Tratando-se de desfalques, o time gaúcho não poderá contar com o atacante Eduardo Sasha, que com uma inflamação no tornozelo foi poupado do treino de quarta-feira (4) e será poupado diante da Ponte Preta. O jogador era cotado para voltar ao time titular, mas com isso, Lisandro López deverá ocupar sua vaga, e Vitinho correrá por fora. 

Para o técnico Argel, não importa como ocorrerão os fatos do jogo, mas o importante é ganhar dentro de casa e se valer do fator local, visto que é um confronto direto para ambas as equipes: "O resto do time vocês saberão amanhã. É um confronto direto, um jogo decisivo para nós, de seis pontos. Por jogar em casa, você precisa fazer o dever de casa. Esse é o nosso pensamento", salientou.

Com muitas dúvidas, Ponte Preta viaja para Porto Alegre em jogo que poderá ser "divisor de águas"

Com a mesma pontuação do Internacional, mas com um elenco mais modesto, a Ponte Preta vê o jogo desta tarde como um "divisor de águas" no final de temporada do clube. Uma vitória poderia deixar o time perto dos quatro primeiros colocados, e deixar o sonho da Libertadores ainda mais possível para os paulistas. Em caso de derrota, a missão ficaria um pouco mais difícil, e o planejamento para a próxima temporada já seria iniciado.

Com treino fechado nesta quinta-feira (6), o técnico Felipe Moreira deixou muitas dúvidas no ar sobre o time que vai a campo no Sul do Estado: Rodinei suspenso, não joga, Felipe Azevedo, machucado também está fora; Josimar, que pertence ao Inter também é desfalque, e por fim, Diogo Oliveira, que com uma lesão muscular, será ausência diante do colorado. Fernando Bob e Gilson passarão por uma avaliação médica antes de entrar em campo.

Sobre o jogo, Felipe deixou claro, que a Ponte irá para sair com pontos na bagagem dentro do Beira-Rio: "É uma decisão. Vamos trabalhar de forma coerente, como o time vem jogando. Como vínhamos falando, é passo a passo, e esse é o passo, o degrau a ser subido. Vamos buscar os três pontos, mas um empate também não é de se jogar fora. Ficaríamos com 51 pontos, com mais dois jogos em casa e dois fora. É entrar para jogar de igual para igual, buscando sempre o resultado positivo e estudar durante o jogo o que for melhor", disse.

VAVEL Logo