Marcelo Oliveira prega foco na Copa do Brasil e se incomoda com críticas sobre chutões do Palmeiras
Marcelo Oliveira orienta o time à beira do gramado no Allianz Parque (Foto: Divulgação/Ag.Palmeiras)

Com as atenções voltadas para a grande final da Copa do Brasil contra o Santos, o Palmeiras escalou um time de reservas para encarar o Coritiba no domingo (29), no Allianz Parque, pelo Campeonato Brasileiro e se deu mal. Acabou saindo derrotado de campo por 2 a 0.

Mas além da derrota, o que mais deixou o técnico Marcelo Oliveira irritado foram os questionamentos, que já duram algum tempo, sobre o Verdão se utilizar muito dos "chutões" para sair jogando e armar as jogadas. O treinador não poupou palavras e disse que seria um imbecil se pedisse para a equipe fazer isso.

"Sei que se tem uma ideia de que o Palmeiras só joga assim. Eu joguei com o Coritiba em quase dois anos tocando muito a bola, o time saía de trás com velocidade e chegava na frente para fazer os gols. No Cruzeiro, também. Seria pouco inteligente, quase que um imbecil se quisesse jogar diferente. Tem um trabalho para isso (contra a bola longa), sempre orientamos e temos as dificuldades como time de fazer isso", argumentou.

Após falar sobre seus trabalhos anteriores, em que o plantel se destacava por sair jogando com qualidade e velocidade, o comandante alertou que será extremamente necessário executar esse tipo de futebol contra o Alvinegro praiano na decisão de título.

"Esperamos fazer melhor em casa, com o apelo mais ofensivo, embora não seja algo que mude faltando dois jogos para acabar. No aperto queremos fazer isso (dar o chutão), mas sair jogando, usar as laterais, usar os volantes, o Arouca e o Matheus Sales para fazer isso mais vezes, o que não aconteceu durante todo o tempo em Santos", comentou.

Entretanto, Oliveira ressaltou que o foco é total para a próxima partida, que mesmo com a derrota para o Coritiba, a vontade de ganhar o título é imensa, sabendo que será difícil, mas que haverá muita luta. 

"Agora é foco total na Copa do Brasil, por mais que seja dolorido vestir a camisa do Palmeiras e perder um jogo. Mas, independentemente disso, não nos tira de forma alguma a vontade de ganhar o título. Estamos muito vivos e convictos de que a Copa do Brasil é difícil, mas vamos lutar muito por isso", finalizou.

O Alviverde entrará em campo na próxima quarta-feira (02), contra os santistas para definir o campeão da Copa do Brasil de 2015. O jogo será no Allianz Parque, com casa cheia e espectativa de recorde de público, às 22h (horário de Brasília).

VAVEL Logo