Com gols de Diego e Arão, Flamengo domina e vence duelo de rubro-negros contra Atlético-PR
(Foto: Gilvan de Souza/Flamengo)

Na tarde deste domingo (27) o Flamengo recebeu o Atlético-PR na Ilha do Urubu - com gols de Diego e Willian Arão, o rubro-negro carioca venceu o Furacão sem maiores dificuldades. Em mais uma boa apresentação dos comandados de Rueda, o Atlético-PR pouco fez e o Rubro-Negro carioca venceu sem muitas dificuldades.

Com a vitória, o Flamengo chegou aos 35 pontos e ocupa a quinta colocação da tabela no Brasileiro; o Atlético-PR, por sua vez, caiu à oitava posição no torneio nacional, com 30 pontos.

Flamengo domina, marca duas vezes e administra primeiro tempo

O Flamengo começou a partida com a posse da bola e consistência defensiva, característica do "novo time" montado por Reinaldo Rueda. A equipe carioca tocava a bola com calma, buscando infiltrações com Cuéllar e Wilian Arão; a equipe paranaense, por sua vez, era consistenta defensivamente e esperava a saída em contra-ataque.

Em cobrança de escanteio de Everton, Guerrero subiu mais alto que a zaga paranaense e desviou para o gol; na sequência, o goleiro Weverton rebateu, mas Diego estava bem posicionado e escorou para abrir o placar.

Willian Arão ampliou o placar e marcou o segundo gol do Flamengo na partida (Foto: Buda Mendes/Getty Images)
Willian Arão ampliou o placar e marcou o segundo gol do Flamengo na partida (Foto: Buda Mendes/Getty Images)

A grande chance do Furacão no primeiro tempo vem logo após o rubro-negro carioca abrir vantagem: o meia Guilherme encontrou Ribamar livre nas costas de Rhodolfo; na finalização, o atacante chutou fraco e Diego Alves defendeu com tranquilidade.

Após o susto, o Flamengo voltou a dominar o meio de campo e criar as jogadas pelas laterais. Berrío foi lançado e tentou o cruzamento, mas foi interceptado por Wanderson - no entanto, o zagueiro não esperava que Willian Arão estivesse na área para aproveitar o rebote. O volante chutou no canto direito de Weverton e o final foi escrito dentro das redes: 2 a 0 para o Flamengo, que administrava a vantagem na Ilha.

Apesar do maior volume de jogo, Atlético-PR peca nas finalizações 

Para a etapa final, o treinador Fabiano Soares sacou Sidcley e Ribamar para a entrada de Douglas Coutinho e Pablo. A proposta do treinador era administrar melhor a posse de bola - e deu certo. O Furacão prendia a bola e tocava com mais facilidade, mas não obtinha nenhuma finalização concreta.

Com a vantagem, o Flamengo esperava uma boa oportunidade para aparecer no ataque usando as laterais; por outro lado, o Atlético-PR trocava passes no meio de campo. Mesmo com maior volume de jogo, o clube paranaense não conseguia finalizar com efetividade.

Com as investidas atleticanas, o técnico Reinaldo Rueda tirou o atacante Berrío para colocar o volante Rômulo em seu lugar, aliviando a pressão sofrida por Cuéllar e Willian Arão, liberando o camisa 5 para atuar pelo lado direito. Logo em seguida, Cuéllar deu lugar ao jovem Vinícius Jr, joia do clube carioca.

No decorrer da segunda etapa, Berrío foi sacado para a entrada de Vinícius Jr. (Foto: Buda Mendes/Getty Images)
No decorrer da segunda etapa, Berrío foi sacado para a entrada de Vinícius Jr. (Foto: Buda Mendes/Getty Images)

A partir das modificações, o Flamengo voltou a mandar na partida, usando os pontas Everton e Vinícius Jr para trazer perigo pelas laterais. Por diversas vezes Weverton salvou o gol paranaense com boas defesas, enquanto Guilherme e Nikão tentavam infiltrar a defesa carioca.

Como última cartada, o Atlético-PR tentava se lançar ao ataque, permitindo que o Flamengo aproveitasse os espaços na defesa. No último lance da partida, Everton lançou Guerrero na área, mas o peruano finalizou em cima do goleiro Weverton, sem sucesso.

Fim de papo na Ilha do Urubu, 2 a 0 para o Flamengo e vitória tranquila sobre o rival Atlético-PR. Agora, as equipes terão pouco mais de uma semana para dar sequência aos treinamentos; o rubro-negro carioca encara o Cruzeiro na final da Copa do Brasil na quinta (07), enquanto o paranense tem clássico marcado contra o rival Coritiba no domingo (10).

VAVEL Logo