Gustavo Bellintani critica atitude do Vitória no Ba-Vi: "Lamentável, tem que saber perder"

Presidente do Bahia afirmou que postura rubro-negra foi fundamental para o clássico ser encerrado antes do tempo, lamentou confusão no jogo e reclamou da arbitragem

Gustavo Bellintani critica atitude do Vitória no Ba-Vi: "Lamentável, tem que saber perder"
Foto: Felipe Oliveira/EC Bahia

O clássico entre Vitória e Bahia disputado na tarde deste domingo (18) ainda vai ter muitos desdobramentos. Em campo, empate em 1 a 1 e muita confusão. Vinte cartões, nove jogadores expulsos e jogo encerrado aos 34 minutos do segundo tempo pelo fato do Leão da Barra não ter a quantidade mínima de atletas em campo. Com isso, o resultado do Ba-Vi válido pela sexta rodada do Campeonato Baiano pode ser revertido em triunfo por 3 a 0 para o Esquadrão de Aço. De acordo com o Regulamento Geral de Competições da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), quando é relatado os incidentes ocorridos no clássico deste fim de semana, o resultado é modificado por ser considerado W.O.

+ Clássico da Paz? Ba-Vi termina antes do tempo após confusão generalizada e nove expulsões

Em entrevista concedida após o jogo, o presidente do Bahia, Gustavo Bellintani, manifestou toda a sua indignação com a confusão generalizada do Barradão e com a postura do Vitória. Segundo relatos do mandatário, algum membro da comissão técnica rubro-negra ordenou que os jogadores leoninos forçassem a quinta expulsão para que o jogo fosse encerrado. Ao todo, foram expulsos os zagueiros Kanu e Bruno Bispo, o meia Uillian Correia e os atacantes Rhayner e Denílson no Vitória; enquanto os zagueiros Rodrigo Becão e Lucas Fonseca, o volante Edson e o meia Vinícius receberam cartão vermelho pelo Bahia.

“Eu, como presidente, duvido que esse mando tenha partido do presidente ou da diretoria do Vitória. Mas partiu de alguém e, possivelmente, do próprio técnico. Lamentável usar isso para se beneficiar. Tem que saber perder. Como podemos pregar a melhoria do futebol, se quando temos a oportunidade estragamos tudo? André Lima (atacante do Vitória) veio do banco para alguma informação, alguém estava consultando o regulamento, e isso sou eu que estou interpretando, e avisou o técnico, que infelizmente colocou essa mancha na carreira dele, de mandar parar o jogo. Tem que interpretar esse jogo, o que acontece com um clube que abandona a partida no meio deliberadamente. Depois que analisar isso, ver se o campeonato continua ou não. Eu ainda estou assombrado”, declarou.

Guto Ferreira lamenta confusão no Ba-Vi e destaca postura tricolor: "Lutamos até o fim"

Gustavo Bellintani também reclamou da arbitragem do clássico, formada por Jailson Macedo Freitas. De acordo com o mandatário tricolor, houve falta no gol marcado pelo Vitória. O presidente também cogitou a possibilidade de solicitar árbitro de outros estados.

“Acho que o árbitro errou. Foi falta clara em Tiago. Mas erros acontecem. Em relação às expulsões, acho que foram corretas, inclusive as do Bahia. Não vou ser nunca um presidente que vai ficar chorando e colocando a responsabilidade no árbitro. O Bahia saiu perdendo no intervalo, mas mereceu. Se não fosse por um erro, o Bahia deveria sair perdendo. Discutir agora se vem árbitro de fora. Estou querendo saber se vale a pena. Nós queremos futebol forte. Quando se tem um fato como esse, temos que parar e refletir. Os esforços que fizemos, que o torcedor faz. A gente tem que ter responsabilidade”, afirmou Bellintani.