Fábio Santos cita 'jogo truncado' e lamenta falhas do Atlético-MG: "Empate seria mais justo"
(Foto: Bruno Cantini/Atlético-MG)

No primeiro superclássico do ano, o Atlético-MG perdeu para o Cruzeiro, por 1 a 0. O horário do jogo não agradou aos jogadores, que reclamaram ao final da partida. O lateral-esquerdo Fábio Santos criticou a escala feita pela Federação Mineira de Futebol (FMF).

“Tiveram poucas finalizações dos dois times. Foi um jogo muito truncado, mas quero ‘parabenizar’ quem colocou o jogo às 11h da manhã, pois isso não existe. É desumano. Não tem como você cobrar qualidade, empenho, em um jogo onde todo mundo acaba morto. O torcedor que perde com tudo isso”, desabafou.

Ao estilo proposto por Thiago Larghi, a equipe alvinegra iniciou o jogo oferecendo a posse de bola ao time visitante. A Raposa teve espaço para a criação de bons ataques e o Galo apenas esperava o momento certo para ‘dar o bote’. O equilíbrio na partida veio após a expulsão de Edílson, aos seis minutos do segundo tempo. Na avaliação do camisa 6 alvinegro, o placar não refletiu a produção da equipe num jogo muito mais físico que técnico.

“Ao meu modo de ver, no primeiro tempo a equipe teve uma postura um pouco mais defensiva, no segundo tempo acabamos saindo mais. Até começamos melhor no segundo tempo, foi uma bobeira no gol, pois o Rafinha quis tocar no Thiago Neves, mas a bola acabou sobrando para o Raniel marcar. Foi ataque contra defesa, porque a equipe deles estava com 10 jogadores. Foi um jogo truncado, o empate seria mais justo”, analisou.

Com a derrota, o Atlético-MG se encontra agora na quarta posição da tabela no Campeonato Mineiro, com 12 pontos. Sem a classificação garantida, o time depende de bons resultados para continuar sonhando com o bicampeonato do estadual. O próximo adversário do Galo é o Uberlândia, na quinta-feira (8), no Parque do Sabiá.

Marca histórica

Apesar da derrota, Fábio Santos teve um bom motivo para comemorar. O lateral-esquerdo completou 100 jogos vestindo a camisa alvinegra. O atleta de 32 anos, chegou ao clube mineiro no meio da temporada 2016 após passagem pelo Cruz Azul, do México.

O camisa 6 se afirmou em pouco tempo como um grande líder da equipe durante a conturbada temporada 2017. Naquele ano, Fábio Santos foi o jogador mais regular do time e, por isso, conquistou a renovação do seu vínculo com o clube até 2020.  Pelo Atlético-MG, o lateral soma 48 vitórias, 24 derrotas e 28 empates e um título estadual. 

VAVEL Logo