Notas: João Paulo e Moisés se destacam em vitória do Botafogo sobre Bangu
Foto: Vitor Silva/SS Press/Botafogo

Nesta terça-feira (6), o Botafogo fez valer o mando de campo e, jogando no Estádio Nilton Santos, derrotou o Bangu por 1 a 0, com gol marcado por Rodrigo Pimpão, em partida válida pela 4ª rodada da Taça Rio. Apesar do placar mínimo, a equipe treinada por Alberto Valentim teve uma grande atuação, conseguiu construir muitas chances e não conseguiu aumentar a vantagem pelo pífio aproveitamento nas conclusões. A VAVEL Brasil deu as notas para essa partida:

Gatito Fernandez: 6,0 – Pouco trabalhou, mas, quando acionado, mostrou trabalho e teve atuação sólida.

Marcinho: 6,0 – Atuação abaixo do nível de suas últimas apresentações, apesar de ter conseguido uma boa atuação. Foi um dos principais jogadores – ofensivamente falando – no primeiro tempo, mas sentiu a parte física nos 45 minutos finais

Marcelo Benevenuto: 5,5 – Se complicou em algumas saídas de bola, principalmente no começo do segundo tempo, quando o Bangu teve uma melhora na sua atuação, mas, no geral, teve uma participação sólida

Igor Rabello: 6,0 – Trabalhou pouco na defesa e foi sempre muito ativo no jogo ofensivo, sendo uma ameaça aérea em quase todas as faltas e escanteios cobrados a favor do Botafogo

Moisés: 7,0 – Até aqui, sua melhor partida do Botafogo. Atacou e defendeu na mesma intensidade, mostrando um ótimo aproveitamento no jogo físico, uma de suas principais qualidade. Foi dominante na grande parte de seus duelos contra os jogadores adversários

Rodrigo Lindoso: 6,0 – Partida regular. Qualificou a saída de bola e não teve muitos problemas com os ataques adversários

João Paulo: 7,5 – Só não fez chover porque não é senhor do tempo. Cobrou falta, fez lançamento, desarmou o jogador adversário e conseguiu sair jogando com qualidade. Tudo isso na mesma jogada. Mais uma grande atuação do, até aqui, melhor jogador do Botafogo no ano.

Leonardo Valencia: 5,5 – Se movimentou e tentou ajudar na criação das jogadas, apesar de ter tomado a decisão errada em algumas dessas. Pode oferecer mais.

Ezequiel: 5,5 – Foi bastante ativo no primeiro tempo, fazendo boa dupla ofensiva com Marcinho. Na etapa complementar, porém, não conseguiu repetir o mesmo desempenho e teve atuação meio apagada.

Rodrigo Pimpão: 6,5 – Quase não participou da partida no primeiro tempo, mas foi decisivo em uma das poucas oportunidades que teve. Fez um golaço que consagrou a vitória do Botafogo e, de praxe, conseguiu homenagear sua filha que está para nascer.

Kieza: 7,0 – Apesar de não ter feito gol, teve uma grande atuação. Se movimentou, driblou, encontrou companheiros livres em outros setores. A tentativa de um ataque móvel e participativo, uma das propostas de Valentim, está em boas mãos com Kieza.

Marcos Vinícius: 7,0 – Deu outra cara ao Botafogo. Apesar de não ser tão participativo quanto Valencia, conseguiu aproveitar melhor suas posses de bola. Criou, pelo menos, três chances reais de gol por meio de bons passes vindos da faixa central do gramado.

Luiz Fernando: 5,5 – Tímido, não conseguiu ser muito participativo, apesar do bom trabalho tático, ajudando bastante na marcação

Marcelo: sem nota – Ficou menos de dez minutos em campo e, apesar de ter levado um cartão amarelo, não teve tempo para ser avaliado em sua estreia com a camisa do Botafogo

VAVEL Logo