De olho em vaga nas semifinais, Valentim projeta clássico contra Vasco: "É uma decisão"
(Foto: Vitor Silva/SS Press/Botafogo FR)

De olho em vaga nas semifinais, Valentim projeta clássico contra Vasco: "É uma decisão"

Técnico do Botafogo vê boas chances de gol durante empate contra Volta Redonda, mas idealiza melhora para confronto na última rodada

julianaazeredo
Juliana Azeredo

O Botafogo ficará fora da zona de classificação para as semifinais da Taça Rio até, pelo menos, a próxima rodada. A equipe de Alberto Valentim foi até Volta Redonda e empatou com o time da casa por 1 a 1. Assim, encerra a quinta rodada com o mesmo número de pontos do segundo colocado, a Portuguesa, mas com saldo de gols inferior. Agora, a decisão da vaga será resolvida em um clássico, contra o Vasco, no Estádio Nilton Santos. Para o técnico Alberto Valentim, este já é o primeiro passo para a decisão. 

"Falei no vestiário. Estamos todos juntos, fortes para buscar essa vitória no clássico contra o Vasco, que não será fácil. O Vasco tem um time de qualidade, muito bem montado pelo Zé Ricardo. Conversamos antes do jogo (contra o Volta Redonda), falei que era uma decisão. Tem sido sempre uma decisão. Com o Vasco não será diferente. Precisamos encarar como uma decisão", afirmou o comandante alvinegro. 

Mesmo com o resultado não sendo o esperado, foi possível ver bons aspectos no jogo feito pelo Botafogo contra o Volta Redonda. O treinador elogiou as chances de gols criadas e a posse de bola da equipe, mas deixou claro que é preciso trabalhar mais e melhorar em campo: "Hoje tivemos 22 chances de gols, 70% de posse de bola e empatamos o jogo. Paciência. Precisamos melhorar, não é da boca para fora. Mas a coisa boa é que estamos criando muitas chances de gol", analisou. 

Alberto Valentim guardou todas as substituições para o segundo tempo da partida. Assim que a segunda etapa começou, colocou Marcos Vinícius no lugar de Rodrigo Pimpão. E, alguns minutos depois, foi a vez de Ezequiel dar lugar a Luiz Fernando. Segundo o técnico, a ideia era buscar jogar ao máximo no campo do adversário: "Tínhamos que arrumar a parte defensiva. Não fizemos pressão no jogador. A ideia era dar qualidade com a camisa 10 e procurar jogar no campo do adversário", explicou. 

Mesmo com as mudanças, o Botafogo só foi pressionar o Volta Redonda na etapa final da partida. Ao todo, foram 25 finalizações ao longo do jogo contra nove dos donos da casa. Ainda assim, a equipe de General Severiano não conseguiu virar a partida. 

Destaque da partida

Um dos destaques da partida foi o meia Marcos Vinícius. O jogador, que vinha sendo pouco utilizado por conta de um remédio para asma, entrou no intervalo no lugar do atacante Rodrigo Pimpão. Não à toa, o atleta recebeu elogios do técnico após a partida: "O Marcos Vinícius é um jogador importante. Está recuperando a forma física. Ele tem que estar pronto, isso é importante. Ele está de parabéns porque está melhorando a forma física dele. Melhorando a forma física, vai aparecer a parte técnica", avaliou. 

O meia participou de boas jogadas do equipe, sendo a primeira apenas 6 minutos após entrar em campo: fez boa jogada e descolou ótimo passe para Moisés na esquerda, que aproveitou e cruzou para Kieza de cabeça acertar a trave. Nos últimos minutos, Marcos Vinícius ainda arriscou de fora da área e a bola saiu, com perigo, por cima do gol. 

Emoção para a última rodada

Com o empate, a decisão fica para a última rodada contra o Vasco. A Portuguesa, que fecha a zona de classificação com o mesmo número de pontos do Botafogo, enfrentará o Flamengo. Valentim não quer saber em torcer para os rubro-negros, apenas em fazer o seu papel em campo e ganhar os 3 pontos com o apoio da torcida em casa: "Não podemos pensar no Flamengo contra a Portuguesa. Temos que pensar exclusivamente no jogo contra o Vasco", finalizou. 

 

VAVEL Logo

Botafogo de Futebol e Regatas Notícias

há 17 dias
há 19 dias
há 20 dias
há 20 dias
há 23 dias
há um mês
há um mês
há um mês
há um mês
há um mês
há um mês