Após confusão no Derby, Jailson é punido pelo TJD e desfalca Palmeiras por duas partidas
Palmeiras foi derrotado no clássico que teve muitas polêmicas envolvendo arbitragem (Foto: Cesar Greco/Ag Palmeiras/Divulgação)

Jailson, Dudu e Felipe Melo foram julgados nesta segunda-feira (19) pelo Tribunal Justiça Desportiva (TJD) após os incidentes na partida contra o Corinthians pela 9° rodada do Campeonato Paulista.

O goleiro Palmeirense foi punido pela entrada em Renê Junior e declarações sobre a arbitragem para a imprensa após a partida. Os auditores votaram em maioria pela pena de três jogos para o Jailson, mas cabe recurso do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) para que o atleta tenha a punição diminuída.

Jailson já cumpriu a suspensão automática de uma partida no jogo contra o São Caetano. O goleiro será desfalque do Palmeiras na partida de volta das quartas de final e no primeiro jogo da Semifinal do Paulistão

Dudu recebeu uma advertência por conduta antidesportiva ao ser acusado de pedir para que o time saísse de campo após o pênalti em Renê Júnior e insultar Raphael Claus, árbitro do jogo, durante o lance.

O volante Felipe Melo foi absolvido da acusação de fazer gestos obscenos para o juiz. O advogado do Palmeiras explicou que os sinais feitos pelo camisa 30, foram dirigidos ao seu companheiro de equipe, Dudu.

Apesar das decisões finais, no julgamento de Felipe Melo, um dos auditores votou para que o volante tivesse pelo menos uma partida de suspensão, já que desrespeitou um companheiro de equipe.

O advogado do Palmeiras saiu do tribunal sem falar com a imprensa. O Verdão deve recorrer para que a pena de Jailson seja diminuída e o atleta volte já nas semifinais do torneio. Nesta quarta-feira (21),  o Alviverde enfrenta o Novorizontino pela partida de volta das quartas de final do Paulistão
 

 









 

VAVEL Logo