Após empate, Mano Menezes diz que é o pior momento do Cruzeiro: " Temos que saber superar"
Mano não contou com zagueiro Murilo e atacante Raniel para jogo contra Vasco (Foto: Douglas Magno/AFP)

Na noite desta quarta-feira (4), o Cruzeiro fez o seu 150º jogo na história da Libertadores. Ao todo são 86 vitórias, 28 empates e 36 derrotas, com 280 gols a favor e 171 contra. Contudo, nem tudo terminou em festa. A Raposa acabou empatando com o Vasco por 0 a 0, no Mineirão, pela segunda rodada do Grupo 5 da competição sul-americana.

Os dois times, que haviam estreado com derrota, somaram seus primeiros pontos no grupo, liderado por Racing e  Universidad de Chile, ambos com quatro pontos. Em coletiva pós-partida, o técnico Mano Menezes reconheceu que a equipe estrelada não está em melhor fase, entretanto, acredita que tudo irá melhorar.

"Estamos passando por dificuldades na temporada agora, é o nosso pior momento. Temos que saber superar. É o segundo jogo de Libertadores que a véspera é bastante acidentada. Perdemos Raniel e Murilo para esse jogo. Nosso pior momento do ano é um momento de quatro dias, mas vamos ver a semana. Porque ainda há sete dias", declarou.

Com uma sequência de resultado ruins, Mano explicou que não há culpados e como todo time o Cruzeiro vai solucionar os devidos erros. "Às vezes, a gente perde, às vezes, a gente ganha. O Cruzeiro é uma equipe, vai ter problemas, vai solucionar os seus problemas e por a cabeça no lugar, como sempre faço com as minhas equipes", salientou.

Agora, o clube celeste tenta se reabilitar revertendo a vantagem do rival Atlético para se sagrar campeão mineiro. Às 16h do domingo (8), os comandados de Mano Menezes precisarão vencer o Galo por dois gols de diferença, no Mineirão, para levantar a taça do Estadual. No duelo de ida, disputado na Arena Independência, o time alvinegro venceu por 3 a 1.

VAVEL Logo