Atlético-PR vence o lanterna Paraná com segurança e sobe na tabela do Brasileirão
Foto: Miguel Locatelli/Atlético-PR

Atlético-PR vence o lanterna Paraná com segurança e sobe na tabela do Brasileirão

Raphael Veiga, Pablo e Marcelo Cirino fizeram os gols da vitória do Furacão, que aparece na primeira página da tabela da Série A

gustavomilioli
Gustavo Milioli
Atlético-PRSantos; Jonathan, Zé Ivaldo, Thiago Heleno e Renan Lodi; Wellington, Bruno Guimarães e Raphael Veiga; Nikão, Marcelo Cirino e Pablo. Técnico: Tiago Nunes
ParanáRichard; Wesley Dias, René Santos, Rayan e Mansur; Leandro Vilela, Alex Santana e Caio Henrique; Nadson, Silvinho e Ortigoza. Técnico: Claudinei Oliveira
Placar1-0, min 7/1T, Raphael Veiga. 2-0, min 33/1T, Pablo. 3-0, min 43/2T, Marcelo Cirino
ÁRBITRORaphael Claus (SP)
INCIDENCIAS26ª rodada do Campeonato Brasileiro, na Arena da Baixada, em Curitiba/PR

Em clássico estadual, o Atlético Paranaense recebeu o Paraná pela 26ª rodada do Campeonato Brasileiro e goleou por 3 a 0. Raphael Veiga, Pablo e Marcelo Cirino marcaram para Furacão, que conquista a sétima vitória seguida em seus domínios. O Paraná, segue afundado na lanterna, em jejum que já dura 12 jogos sem vencer.

+ Confira as ofertas de nosso parceiro Futfanatics

O jogo

Jogando com tranquilidade, o Atlético não quis dar brecha para a zebra e logo aos sete minutos abriu o placar. Jonathan foi à linha de fundo e cruzou para Raphael Veiga, em meio aos zagueiros, aparecer para completar para as redes. Foi o terceiro jogo seguido em que o atacante deixou sua marca.

O Paraná buscou uma rápida resposta minutos depois de sofrer o gol e obrigou Santos a realizar uma grande defesa. Nadson, em cobrança de falta da entrada da área ia acertando o ângulo, mas o goleiro atleticano voou para espalmar. A bola ainda tocou o travessão antes de ser tirada pela defesa.

A chance deu animo ao Tricolor, que ainda chegou outras duas vezes com perigo ao gol adversário. Nadson, aos 22 minutos, fez jogada individual e finalizou tirando tinta da trave. Aos 29, Silvinho chutou com força vendo Santos fazer a defesa.

Porém, no melhor momento do Paraná em capo, o Atlético ampliou. Renan Lodi cruzou e Pablo apareceu para cabecear e fazer o segundo gol do jogo. O Furacão foi cirúrgico e vantagem construída ainda no primeiro tempo.

Mesmo tentando equilibrar a partida, o Tricolor esbarrava em suas próprias limitações. No retorno do intervalo, o Rubro-Negro passou a valorizar o resultado e a explorar os contra-ataques. Com mais espaço para atacar, o CAP fez Richard realizar três defesas difíceis na segunda etapa.

Por outro lado, a melhor defesa da etapa complementar foi de Santos. Aos 39, após sobra de escanteio, Alex Santana mandou uma bomba para o arqueiro realizar uma belíssima intervenção.

Nos minutos finais, o jogo ganhou em velocidade e o Furacão aproveitou para transformar a vitória em goleada. Em rápida descida, Marcinho cruzou para Rony cabecear, Richard fez a defesa, mas no rebote, Marcelo Cirino estava lá para concluir e dar números finais ao clássico: 3 a 0.

O resultado coloca o Atlético na primeira página da tabela, na nona colocação, com seis pontos de vantagem ao Z-4 e nove de desvantagem ao G-6. O Paraná permanece em crise interminável, com apenas 16 pontos ganhos no torneio, distante sete pontos do 19º colocado.

No próximo domingo (30), o Atlético-PR enfrenta o Santos na Vila Belmiro. Um dia depois, o Paraná recebe o Vasco no Durival Britto. Ambos os jogos serão válidos pela 27ª rodada do Campeonato Brasileiro.

VAVEL Logo