Ponte Preta derrota CRB e quebra jejum na Série B
Foto: Fábio Leone/Ponte Press

Ponte Preta derrota CRB e quebra jejum na Série B

Resultado manteve clube de Alagoas na zona de rebaixamento para a Série C

miguel-angelo
Miguel Inácio

O jejum de vitórias da Macaca na Série B acabou. Após oito partidas sem granhar, a Ponte Preta venceu o CRB, no Moisés Lucarelli, por 1 a 0. O jogo foi pegado, e os dois times mostraram muita dificuldade para criar chances. O time de Campinas viu nas jogadas individuais de André Luís e nas bolas paradas suas melhores chances na partida.

A Ponte começou controlando a posse de bola, mas com dificuldade em criar grandes oportunidades. O ataque da Macaca errou muito na criação de jogadas, e não conseguiu furar o bloqueio do Galo.

Só aos 22 minutos, o time da casa chegou com bom passe de Thiago Real para André Luís. O atacante ponte-pretano tentou o passe para o meio da área, mas a zaga regatiana cortou antes de a bola chegar a Hyuri. No lance seguinte, o CRB assustou com boa jogada de Willians Santana, cortando da direita para o meio e batendo de fora da área. A bola passou por cima do gol de Ivan.

Aos 29 minutos, André Luís recebeu belo lançamento e mandou por cobertura. O goleiro João Carlos ficou vendido no lance e viu a bola tocar a trave, na melhor chance do jogo no primeiro tempo.

A etapa inicial mostrou um jogo muito truncado no meio campo, com as defesas prevalecendo e os setores criativos das equipes em baixa. Nem a posse de bola, nem o ímpeto e a velocidade inicial da Ponte Preta ajudaram a abrir o placar. O CRB fez um jogo bom dentro da sua proposta defensiva, mas não aproveitou os contra-ataques.

O segundo tempo começou bem mais animado. Já nos segundos iniciais, o Alvirrubro alagoano teve boa chance. Felipe Menezes avançou pelo meio e bateu de fora da área. A bola quicou e o goleiro da Ponte deu rebote para Diego Rosa, que isolou. A Ponte Preta respondeu com chute de Roberto, de fora da área. A bola passou perto da trave de João Carlos.

A Macaca chegou de novo, após cruzamento de Matheus Vargas. Reginaldo ganhou pelo alto, mas mandou para fora. O ritmo do jogo foi caindo, até que, aos 19, André Luís cruzou e Roberto teve boa chance para a Ponte, mas mandou na rede pelo lado de fora.

Só aos 27 a Macaca conseguiu balançar as redes. Após cobrança de escanteio de Danilo Barcellos, André Luís desviou, abrindo o placar para o time de Campinas. Aos 32, Danilo Barcellos teve nova chance cobrando falta. A bola explodiu no travessão Regatiano.

Em resposta, o CRB chegou com bom cabeceio de Elias. Ivan fez boa defesa para evitar o gol alagoano. Na sequência, Rafael Carioca arriscou de fora da área e a bola desviou na zaga da Macaca, passando com perigo ao lado do gol.

Aos 37 minutos, o jogo complicou para os Alvirrubros. André Luís e Willians Santana se desentenderam depois de disputa de bola. Sobrou cartão amarelo para o jogador do CRB, que já tinha levado cartão amarelo na partida e foi expulso. No minuto seguinte, em cobrança de escanteio, a Ponte Preta quase ampliou o placar com Danilo Barcellos. João Carlos evitou o gol olímpico da Macaca.

A pressão ponte-pretana continuou. Aos 40 minutos, Júnior Santos invadiu a área alagoana, driblou dois e bateu para o gol. Anderson Conceição tirou na linha, mas na hora de afastar a bola, chutou no braço do companheiro de equipe, Everton Sena. O árbitro considerou o toque como involuntário e ignorou o pedido de pênalti dos jogadores da Ponte.

O resultado alavancou a Ponte Preta para a 10ª colocação da Série B, com 40 pontos. São 8 pontos de distância para o G4, e 9 de vantagem para a zona de rebaixamento. O CRB permanece no Z4, com 31 pontos na 17ª colocação, a apenas um ponto do Juventude, 16º. Na próxima rodada, os alagoanos visitam o Paysandu, enquanto a Macaca pega o CSA, em Maceió.

 

VAVEL Logo