Após duas cirurgias, Calazans celebra retorno ao Flu e revela: ''Pensei em parar muitas vezes''
Foto: Lucas Merçon/Fluminense

Após duas cirurgias, Calazans celebra retorno ao Flu e revela: ''Pensei em parar muitas vezes''

Jogador não atuava desde agosto de 2017, quando rompeu o ligamento do joelho direito 

rrodrigues_95
Rodrigo Rodrigues

A goleada do Fluminense sobre o Paraná na noite desta segunda-feira (8) teve um gosto especial para Calazans. O meia atacante, de 22 anos, voltou a ser relacionado para uma partida após mais de um ano parado devido a duas cirurgias no joelho direito. Emocionado com o retorno, o jogador confessou ter pensado em parar ''muitas vezes''.

''Ali foi a redenção de tudo que passou. Fiquei emocionado. O momento que veio na minha cabeça foi a primeira lesão. Era um momento muito bom na minha carreira. Melhor momento da minha vida. Aquele filme passou na minha cabeça. Estou muito feliz'', disse.

A primeira cirurgia aconteceu após ele lesionar o joelho direito na partida contra o Atlético-GO, em agosto de 2017. Em dezembro do mesmo ano, entretanto, precisou operar novamente após ter sido agredido por dois torcedores do Flamengo em uma lanchonete em Vista Alegre, zona norte do Rio de Janeiro. Passado quase 12 meses do episódio, o meia afirmou ter perdoado os agressores.

''É um momento que não gosto muito de lembrar. Não descobri quem foram as pessoas que fizeram ainda, mas perdoei mesmo sem saber quem são. Porque se eu não perdoar eu sou uma pessoa pior do que eles foram, do que fizeram. Hoje eu fui a pessoa mais feliz. Foi a noite da minha vida. Durante esse tempo parado eu pensei em muitas coisas... Pensei em parar muitas vezes, mas com a ajuda dos meus companheiros e da minha família pude voltar a jogar e ajudar a equipe.  Ver todo mundo jogando, todo mundo podendo ajudar e só poder ficar na torcida... Isso é o mais difícil para o atleta, ver que os outros podem ajudar, menos você. Um ano e dois meses sem jogar... Foi um momento muito difícil da minha carreira.''

Contra o Paraná, Calazans foi ovacionado pela torcida aos 23 minutos do segundo tempo, quando foi chamado para entrar na vaga de Everaldo. Sem ritmo, teve atuação discreta, mas nada que apagasse a noite especial que viveu no Maracanã.

''Eu me senti muito bem. Após um ano e dois meses sem jogar, o cansaço é normal. A parte física a gente vai pegando aos poucos, vai se adaptando ao jogo. A parte médica e fisioterápica tiveram muito cuidado com a minha volta e isso me fortaleceu para voltar hoje e me sentir totalmente bem. Fui mais ou menos ainda. Sei que posso render muito mais que rendi hoje. Mas vamos voltar aos treinos e melhorar'', encerrou.

VAVEL Logo

Fluminense FC Notícias

há 8 dias
há 11 dias
há 11 dias
há 12 dias
há 13 dias
há 14 dias
há 14 dias
há 15 dias
há 15 dias
há 16 dias
há 17 dias