Felipão lamenta eliminação do Palmeiras na Libertadores e admite pressão no Brasileiro
Rafael Costa / VAVEL Brasil

A missão era difícil e realmente não deu, o Palmeiras recebeu o Boca Juniors precisando de três gols de diferença para se classificar para a final da Libertadores, mas o Verdão apenas empatou por 2 a 2 com os Argentinos. Após a partida, Felipão concedeu entrevista coletiva e analisou o desempenho da equipe na eliminação:

"Fizemos até o gol com a jogada anulada. Estávamos bem. Quando sofremos o gol começa a pensar que são quatro. Fica na cabeça uma situação muito mais difícil. Fizemos o primeiro gol, o segundo, tivemos a chance do terceiro. Motiva, mas o adversário é inteligente, tem boa equipe. Se eu tivesse que escolher, eu aposto no Boca. A gente começa a diminuir, eles também travam o jogo. É uma equipe altamente experiente. Não vou falar em catimba, não. Sabe administrar. Perdeu mais pelos últimos minutos (do primeiro jogo) "

O Palmeiras chegou abrir o placar com Bruno Henrique ainda na primeira etapa, mas o VAR acabou anulando o gol. Felipão afirmou ter algumas ressalvas com o árbitro de vídeo: 

"Algumas adaptações deverão ser feitas. Quem é quem manda no VAR, afinal? É o lá de dentro, o árbitro que vai decidir? Algumas coisas que vão ser ajustadas. Não pode o de lá de dentro ser superior ao daqui. Eu acho isso. Tomou a decisão, depois corrigiu. Hoje tivemos um lance que pedimos o VAR, acho que não ia dar em nada. Alguém tem de mandar, ser o responsável, tem de assumir e não ficar escondido. Quem é o responsável? Fulano, mostro na televisão e para os torcedores. Senão tem muita coisa que vai ficar em dúvida".

Líder do Brasileirão, o Palmeiras ainda busca um título na temporada, Felipão falou sobre a pressão na reta final do campeonato naciona: "Pressiona do jeito que você sabe, não preciso explicar. Equipe grande com bons jogadores, com tudo o que temos à nossa disposição é pressionada a ganhar títulos. Pecamos contra uma equipe como Boca, soube jogar, soube fazer a diferença no marcador porque até 38 minutos lá em Buenos Aires teve uma chance. Agora é recuperar quem está com problema de lesão, organizar a equipe e continuar trabalhando".

O Palmeiras entra em campo no próximo sábado (3) no clássico contra o Santos no Allianz Parque

MEDIA: 3.5VOTES: 2
VAVEL Logo