Wenderson diz confiar em chances no Botafogo e revela nervosismo em primeira coletiva
Foto: Divulgação\Botafogo

Wenderson diz confiar em chances no Botafogo e revela nervosismo em primeira coletiva

Atleta assume 'tensão' após ser chamado pelo assessor do clube para conceder sua primeira entrevista coletiva; além disso, falou da situação do clube na Taça Rio

marco-aurelio
Marco Aurélio Ferreira de Alencar

Depois de disputar suas cinco primeiras partidas pelo profissional do Botafogo neste ano, o volante Wenderson, de 20 anos, fez sua estreia nas coletivas de imprensa na tarde da última sexta-feira (22), após o treinamento no Nilton Santos.

O jogador atuou como titular nos dois primeiros compromissos do Alvinegro na temporada, e entrou no decorrer dos jogos nas demais oportunidades. Porém, ontem foi seu primeiro encontro com os jornalistas, e o jovem atleta não conseguiu esconder o nervosismo.

"Tô nervosão (risos). Desde que Marcão (Marcos Silva, assessor de imprensa do Botafogo) falou comigo ontem (quinta-feira) que eu viria, para dormir foi sinistro, mas está sendo bom. Uma boa experiência".

Mesmo nervoso, o garoto conversou com a imprensa, e arrancou risadas dos repórteres durante a coletiva. Wenderson foi um dos destaques nas campanhas do Glorioso nas edições de 2017 e 2018 da Copa São Paulo de Futebol Júnior, o que fez com que o treinador Zé Ricardo   promovesse o jogador para a equipe profissional.

"Acho que fui bem, um pouco nervoso, mas fui bem sim - resumiu, após sete minutos de coletiva" – disse aliviado, após 7 minutos de coletiva.

A respeito do momento complicado que o clube vive no Campeonato Carioca, o volante escolheu não focar nas chances remotas de classificação. Disse que é preciso pensar no jogo seguinte e fazer o resultado necessário.

"Não tem que pensar assim. Tem que pensar no próximo jogo, fazer o resultado. Se Deus quiser, Papai do Céu vai abençoar, e a gente vai classificar".

O jogador foi elevado esse ano ao futebol profissional e já teve algumas chances de mostrar seu potencial para a torcida alvinegra. Perguntado sobre sua adaptação, o garoto se mostrou confiante, e quer aproveitar as oportunidades que vai receber.

"Está sendo um ano melhor. Mais fácil de me adaptar, ganhar força e ritmo. Vou ganhar oportunidades e tenho que aproveitá-las".

O menino entrou no segundo tempo na goleada por 4 a 1 da equipe sobre a Portuguesa na última rodada. Entretanto, apesar do placar elástico, os primeiros 45 minutos não foram tranquilos para o Alvinegro, e a primeira etapa terminou empatada em 0 a 0. O atleta comentou sobre a mudança de postura do time na metade final do jogo.

"Conseguimos acertar no intervalo os erros, voltamos mais organizados e fazendo o que o professor pediu para saírem os gols e sairmos com a vitória".

O Botafogo entra em campo neste domingo, às 16h (Brasília), contra o Americano no Estádio Godofredo Cruz. Apenas a vitória serve para o time continuar tendo chances de se classificar para as semifinais da Taça Rio e evitar um vexame no início da temporada de 2019.

VAVEL Logo