Tiago Nunes se culpa por derrota do Athletico e diz que jogadores 'sentiram muito no vestiário'
(Foto: Miguel Locatelli / CAP)

Jogando com um time misto, o Athletico-PR foi derrotado pelo Flamengo fora de casa na tarde deste domingo (26). Após passar à frente no placar com dois gols de Marcelo Cirino na segunda etapa, o Furacão recuou nos minutos finais e sofreu a virada nos acréscimos.

O técnico Tiago Nunes chamou para si a responsabilidade pelo revés. Na reta final do jogo, ele substituiu o atacante Braian Romero pelo zagueiro Paulo André, o que serviu para que o Flamengo crescesse em campo, marcando os gols aos 45 e 51 minutos.

"Tenho que assumir a responsabilidade pela derrota. Até o minuto 85 a gente buscou vencer e fazer o gol. A partir daquele minuto, a gente se preocupou, com a substituição do Paulo André, mais em defender o 2 a 1 do que efetivamente tentar fazer o terceiro gol. Fica uma lição dura, amarga, dolorida, pela maneira que foi", disse.

"Os atletas sentiram muito no vestiário, mas a responsabilidade maior é minha em função da própria opção tática de, naquele momento, defender o 2 a 1, ao invés de manter a essência principal da nossa equipe, que é de buscar o terceiro gol e definitivamente matar o jogo", completou.

Tiago acredita que a derrota precisa servir de aprendizado para a decisão da Recopa Sul-Americana no meio de semana. Tendo em vista a partida de volta contra o River Plate, apenas três titulares começaram jogando neste domingo: Santos, Wellington e Léo Pereira.

"A influência deste resultado é natural. Influencia sim, em termos de lições. Temos que tirar aprendizados do jogo hoje. Vamos encontrar um cenário na Argentina muito mais duro. Temos que aprender com o que fizemos hoje para que não se repita na quinta-feira."

O Rubro-Negro enfrenta o River Plate valendo a taça da Recopa Sulna próxima quinta-feira (30), às 21h30, em Buenos Aires. Como venceu na ida por 1 a 0, qualquer empate no Monumental de Nuñes dá o título ao Furacão.

VAVEL Logo