Com Fábio pegando pênalti e joia decidindo, Cruzeiro vence Vasco no Mineirão
Foto: Vinnicius Silva/Cruzeiro

Com Fábio pegando pênalti e joia decidindo, Cruzeiro vence Vasco no Mineirão

Fábio defendeu um pênalti no início da segunda etapa quando partida ainda estava sem gols; Maurício entrou no segundo tempo e garantiu os três pontos da Raposa

paulo-alfaro
Paulo Alfaro

A noite deste domingo (1°) uniu juventude e experiência para final feliz aos cruzeirenses. O Cruzeiro ganhou do Vasco por 1 a 0 com gol de Maurício. O garoto de apenas 18 anos entrou na segunda etapa e decidiu para a Raposa, marcando o primeiro como atleta profissional. Fábio, ainda no começo do segundo tempo, defenderia cobrança de pênalti de Yago Pikachu.

Bombardeio celeste instantâneo

A intensidade das equipes pouco se resultaram em claras oportunidades na primeira etapa, e as que surgiram vieram do mandante no início do jogo.

Logo aos 4' de confronto, Thiago Neves já puxaria da esquerda para o meio e finalizaria para defesa de Fernando Miguel. O início intenso do Cruzeiro provocava a impressão de amplo domínio celeste, já que 7' mais tarde haveria uma oportunidade mais clara, de novo com o camisa 10 cabeceando para fora, depois de um cruzamento do Egídio.

Passada tal empolgação celeste, o Vasco se nivelaria ao seu adversário de forma gradativa até o fim do primeiro tempo, mas sem causar tamanhos sustos. Superiorizou em quesitos de finalizações (5 contra 6), embora que sem perigo. A chance que mais assustou por parte doo time da colina veio com Danilo no final da etapa, aos 42', quando finalizou de fora da área e Fábio espalma para cima do gol, em bola que foi ao meio.  

Experiência de Fábio com estrela de um garoto

Foram outros minutos iniciais de muita intensidade. Vasco não obtinha postura passiva, ainda que jogando fora de casa contra outra grande equipe. De todo o modo, o início do segundo tempo cruzeirense foi semelhante e ainda mais instantâneo ao anterior, quando, em menos de 30 segundos, Marquinhos Gabriel finalizou no lado direito de Fernando Miguel, após bom trabalho coletivo.

Não satisfeito em se deparar com outro bom começo de jogo da Raposa, o time carioca apareceu ofensivamente e, em primeira presença de perigo no campo adversário, teve penalidade a favor, após Fabricio Bruno empurrar por trás Yago Pikachu, aos 4'. Brilha então Fábio, pegando sua 28º cobrança pelo clube e renovando os ânimos dos donos da casa.

Foto: Vinnicius Silva/Cruzeiro
Foto: Vinnicius Silva/Cruzeiro

O jogo foi parelho em termos de condução de bola, finalizações, mas a clara chance do Vasco seguiu sem existir. Cruzeiro era quem atormentava de maneira mais eficiente. Aos 9', se tem novamente uma jogada envolvendo Egídio e Thiago Neves, quando este último recebe outro cruzamento que passa muito perto do arco.

Fred, após entrar no lugar de Pedro Rocha, chutaria no meio do gol em assistência de Maurício, que também foi novidade da etapa complementar e seria crucial para mudar o desfecho do confronto.

E foi aos 34: após bela jogada individual de David, desconcertando a defesa vascaína, o atacante encontrou o garoto Maurício pela esquerda, que chutou forte e não permitiu qualquer reação de Fernando Miguel. Tratou-se do primeiro gol do menino pela equipe profissional.

O Vasco ainda tentaria alguma coisa no final com Thiago Reis, após cobrança de escanteio do Valdivia aos 48, mas cabeçada foi sem sucesso, neste que foi o último lance no Gigante da Pampulha.

Agenda dos clubes 

O Cruzeiro permanece na 16º colocação mesmo com a vitória, embaixo do próprio time carioca, com 18 pontos, enquanto seu adversário tem 20. O time da colina tem seu próximo compromisso contra o Bahia, em São Januário, no dia 7, às 11h, enquanto a Raposa muda o foco para a partida de volta das semifinais da Copa do Brasil na quarta (4), às 21h30, contra o Internacional fora de casa.

VAVEL Logo
CHAT