Após ser multado, Flamengo faz reunião com Vigilância Sanitária para esclarecimentos
Foto: Divulgação/ Flamengo

O Flamengo enviou na tarde desta sexta-feira (22) representantes para a sede da Vigilância Sanitária para esclarecer o motivo do impedimento da fiscalização sanitária no Ninho do Urubu ocorrido na última quinta-feira (21).

Em nota, a assessoria de comunicação da Vigilância Sanitária informou que as autoridades do órgão foram impedidas de entrar no Centro de Treinamento George Helal (Ninho do Urubo), pois, conforme esclareceu o Flamengo, não tinha nenhum responsável do setor administrativo para acompanhar a inspeção.

O motivo da visitada sanitária ao clube se deu após o time retomar as atividades no Centro de Treinamento George Helal. O clube recebeu uma multa de R$ 2.967,00 pela prefeitura, após impedir a fiscalização no Ninho.

A conversa entre a Vigilância Sanitária e os representantes do time ocorreu de forma tranquila. De acordo com órgão sanitário o Flamengo se comprometeu a seguir as normas impostas.

Confira a nota do órgão:

"Representantes do Clube de Regatas do Flamengo estiveram na Vigilância Sanitária nesta sexta-feira, 22/02, para esclarecer por que fiscais do órgão e da Coordenadoria de Licenciamento e Fiscalização da Secretaria Municipal de Fazenda foram impedidos na quinta, 21/05, de entrar no centro de treinamento que, por isso, acabou multado.

No encontro, técnicos da Vigilância reforçaram a importância do cumprimento do Decreto RIO 47.282/20, com medidas de enfrentamento à pandemia de Covid-19, como a restrição de aglomeração. O clube se comprometeu a atender as normas sanitárias fundamentais para a prevenção de riscos à saúde pública."

VAVEL Logo