Corinthians empata a segunda seguida, mas Coelho defende: "É uma evolução"
Foto: Divulgação/Rodrigo Coca

Bragantino e Corinthians não balançaram as redes pela décima terceira rodada do Campeonato Brasileiro 2020. A partida realizada no Estádio Nabi Abi Chedid se destacou negativamente, como um dos piores jogos dessa edição do Brasileirão. O Corinthians mantêm sua sequência de jogos abaixo da média e continua ameaçado pela zona de rebaixamento. O Timão se encontra na décima terceira colocação da tabela, com apenas 14 pontos somados e com um jogo a mais que seus principais adversários, que ainda não jogaram nessa rodada.

Coelho, treinador do Corinthians, vai perdendo a confiança de sua torcida a cada jogo que passa. O técnico da equipe alvinegra não conseguiu implantar seu estilo de jogo e o Corinthians chegou a marca de 300 minutos sem balançar as redes adversária.

Coelho comentou sobre seu sentimento em relação ao desempenho da equipe Corintiana :

“Eu me sinto cada dia com mais vontade de trabalhar, de fazer com que as coisas funcionem da melhor maneira para o clube. É trabalho, é o dia a dia, não tem jeito. Esse é o meu sentimento: de luta e de entrega. A gente briga por cada jogo. Procuramos evoluir, fazer com que o time tenha triangulações, que tenha opções de passe. Nosso objetivo é jogo a jogo”, disse o técnico. 

O treinador falou sobre a marca negativa de 300 minutos sem marcar gol. A resposta não agradou muito a torcida corintiana:

“O time não faz gol a 300 minutos; não conseguimos fazer o gol, mas não tomamos gol também. É uma evolução”, confirmou o comandante da equipe alvinegra. 

E o desempenho recente?

Coelho analisou seu próprio desempenho durante esse período treinando a equipe profissional do Corinthians. O treinador voltou a salientar o quesito da evolução dia após dia:

“São duas semanas de treino, a gente sabe que essa evolução não vem rápido. A transição começa a ficar mais fácil para nós, o terceiro homem começa a aparecer. Isso me deixa esperançoso para termos uma transição ofensiva melhor. É o dia a dia, é o trabalho que vai mostrar nossa evolução”, completou Coelho.

Coelho não está totalmente errado em dizer que essa evolução só irá acontecer com o tempo, mas com a zona de rebaixamento batendo na porta do clube, talvez o Corinthians não tenha tanto tempo assim.

Fala, Avelar!

Avelar, zagueiro da equipe, saiu em defesa do setor de ataque do Timão, que não balança a rede a mais de 300 minutos:

"Agora é a vez do ataque? Antes era a defesa, agora o ataque. Não é bem assim. Acho que o time adversário se defendeu bem, tentamos, criamos, fomos sólidos ali atrás, mas infelizmente não saiu o gol. Sempre é bom você ter mais confiança, mas se o problema era atrás e agora conseguimos ser mais sólidos, vamos conseguir esse equilíbrio na frente também. Daqui para frente é buscar a vitória", disse o zagueiro. 

O próximo compromisso do Corinthians será um clássico contra o Santos, na próxima quarta-feira (7), na Neo Química Arena. O Bragantino irá enfrentar o Internacional, no dia 8, em São Paulo.

VAVEL Logo