Fernando Diniz aponta evolução do São Paulo após empate contra Athletico
Fernando Diniz após Athletico 1-1 São Paulo (SPFCTV / Reprodução)

No domingo (17), o São Paulo empatou com o Athletico, na Arena da Baixada, em jogo válido pela 30ª rodada do Campeonato Brasileiro 2020. O 1 a 1 garantiu mais uma rodada de liderança tricolor na competição, mas foi outro jogo do Tricolor sem vitória.

A equilibrada partida em Curitiba, sequência do campeonato e dois jogadores em específico também foram esmiuçados na entrevista coletiva do técnico Fernando Dinz.

Para o técnico, o resultado deve ser contextualizado e analisado com carinho. "A gente tem que comemorar vitória, mas o Athletico vive o melhor momento deles na competição. Jogar aqui, neste campo, um gramado diferente e um time bem treinado, é diferente. O time mostrou evolução do que vinha fazendo nos últimos jogos", destacou o profissional.

A próxima partida é um jogo de seis pontos. Na próxima quarta-feira (20), o São Paulo recebe o Internacional, vice-líder da competição, às 21h30 (Horário de Brasília). Mas, para Fernando Diniz, a peleja não deve ter caráter decisivo.

"Decisão tem sido todos os jogos no campeonato. Você vai somando ponto para poder ser campeão. É assim que encaramos desde que começou. Vamos encarar, assim como hoje também. Mas não vai terminar o campeonato na quarta-feira, qualquer que seja o resultado", comentou.

Luciano e Daniel Alves

Sobre dois dos principais atletas do elenco, o treinador tricolor falou sobre a importância de cada um deles. O primeiro foi o atacante.

"A gente está tentando fazer com que ele jogue, todo jogo estamos tentando. Na quarta-feira ele é uma possibilidade para sair jogando, mas não sabemos ainda. Vamos trabalhar em cima disso, não é uma certeza, mas tem possibilidade. O Luciano tem características específicas, assim como outros têm. A gente jogou nosso melhor jogo na temporada, contra o Atlético-MG, sem o Luciano. Mas o Luciano é um cara diferente. O principal é que faz muito gol e dá muita assistência, está sempre perto do gol. Neste momento faz falta, por conta disso", comentou.

Para finalizar, ao comentar sobre o camisa 10 do São Paulo, Diniz o defendeu das críticas.

"Eu enxergo muitas coisas positivas no Daniel Alves e achei que ele merecia ficar no campo em todos os jogos. Ele tem um peso muito grande, preocupa adversário, pode decidir a qualquer momento. Não achei que ele estivesse jogando mal. Esperam a gente perder ou empatar para criar esse tipo de questionamento. Não é assim que eu avalio. É um jogador de extrema importância e capacidade, por isso permanece", finalizou

VAVEL Logo