De olho no G-4, Náutico e Guarani se enfrentam nos Aflitos pela Série B
Foto: Caio Falcão/Náutico

Náutico e Guarani voltam a se encontrar com muitos objetivos em comum. As duas equipes se enfrentam neste sábado, às 17h15, no estádio dos Aflitos, em Recife, pela 22ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro. Quem vencer o duelo pode terminar a rodada no G4.

O Timbu, que liderou a competição por boa parte do primeiro turno, ainda tenta se recuperar após passar seis rodadas sem vencer. Na última rodada, a equipe alvirrubra empatou com o Vitória jogando em casa. Já o Guarani, por sua vez, venceu o Operário-PR na semana passada e quer somar pontos em solo pernambucano para diminuir a distância para os quatro primeiros.

Olho na classificação

As duas equipes estão coladas na tabela. O Náutico ocupa a 7ª posição, com 34 pontos, um a menos que o Botafogo, que fecha o G-4. O Guarani aparece logo em seguida e soma 33.

Nada além da vitória

O Náutico não perde há dois jogos, mas a sombra da sequência de seis partidas sem vitórias ainda segue firme sob a equipe do técnico Marcelo Chamusca. Hoje, só a vitória interessa. Para enfrentar o Bugre, o treinador alvirrubro não vai poder contar com o atacante Vinícius, que cumpre suspensão automática por ter sido expulso na última rodada. Giovanny e Iago Dias disputam a vaga no time titular.

Em contrapartida, Chamusca conta com o retorno dos volantes Djavan e Matheus Trindade. A tendência é que o primeiro comece entre os titulares no lugar de Marciel. O restante do time deve ser o mesmo que enfrentou o Vitória, e o Náutico deve ir a campo com: Alex Alves; Hereda, Camutanga, Rafael Ribeiro e Bryan; Rhaldney, Djavan e Jean Carlos; Iago Dias (Giovanny), Tailson e Paiva.

Tabu e desejo por sequência positiva

O Guarani encerrou a preparação com um treinamento realizado nesta sexta-feira no estádio do Arruda, em Recife. O Bugre não vence o Timbu na capital pernambucana há mais de vinte anos e espera não só quebrar o tabu, mas também manter uma boa sequência de resultados na competição. Recuperado de lesão, o meia Régis, artilheiro e principal garçom da equipe paulista na competição, está à disposição do técnico Daniel Paulista e pode começar jogando na vaga de Andrigo.

O treinador, por outro lado, tem duas baixas: Ronaldo Alves, por questões contratuais, e Diogo Mateus, que se recupera de lesão. Carlão e Mateus Ludke, respectivamente, devem começar jogando. Desta forma, o Bugre deve ir a campo com a seguinte formação: Rafael Martins; Mateus Ludke, Thales, Carlão e Bidu; Bruno Silva, Rodrigo Andrade e Andrigo (Régis); Bruno Sávio, Júlio César e Lucão do Break.

Arbitragem

Rafael Traci apita a partida, com Kléber Lúcio Gil e Henrique Neu Ribeiro como seus assistentes. O VAR ficará sob o comando de Heber Roberto Lopes. O quarteto é catarinense.

VAVEL Logo