Com
dois gols anulados, Ponte Preta marca no fim, vence Brasil de Pelotas e se afasta do Z-4
Foto: Divulgação/Ponte Preta

A Ponte Preta derrotou o Brasil de Pelotas pelo placar de 1 a 0 neste domingo (26) pela 26ª rodada da Série B do Brasileirão 2021. O gol da vitória veio aos 44 minutos do segundo tempo, mas não foi o único do jogo, uma vez que o mandante teve dois gols bem anulados pelo VAR. João Veras foi o autor do gol válido no Moisés Lucarelli, em Campinas (SP), que afastou o time do Z-4.

As duas equipes foram a campo preocupadas com a zona da degola, mas em situações diferentes. A Macaca ocupava o 15º lugar com 29 pontos, a três do Brusque abrindo o Z-4, mas que já jogou na rodada. Os paulistas queriam, então, se distanciar ainda mais. Já o Xavante entrou em 20º e último lugar da tabela com 16 pontos, a 11 do Londrina, primeiro fora da zona. O time gaúcho precisa de uma verdadeira arrancada, interrompendo a sequência de 13 partidas sem vencer, para tentar escapar do descenso.

Macaca domina, mas tem gol anulado pelo VAR

A primeira etapa foi de relativo domínio do time da casa, que se mostrava pronto para somar seis vitórias nos últimos sete jogos como mandante. A Ponte Preta iniciou apostando em uma marcação mais recuada, deixando o Brasil trocar passes na defesa. Porém, com dois minutos, Marcos Júnior finalizou com perigo da meia-lua após erro do goleiro Marcelo na saída de bola e roubada paulista. A Macaca ficava mais com a bola, no campo de ataque, explorando principalmente o corredor direito.

Até que, aos nove, cobrança de escanteio pela direita e, em um segundo cruzamento para a pequena área, João Veras subiu mais que a marcação para cabecear firme e abrir o placar para os paulistas. Mas o gol foi anulado pelo VAR por impedimento na jogada. Cinco minutos depois, Moisés encontrou boa cobrança de falta, porém a bola explodiu na trave. Na sequência do lance, João Veras chutou para fora sem goleiro. Enquanto isso, o Xavante não conseguia levar a bola para trabalhar no campo ofensivo. Aos 26, chute alvinegro rasteiro da direita, mas Marcelo agarrou com tranquilidade em momento de pressão da Ponte no ataque.

Aos 33, em rara oportunidade gaúcha, Rildo arrumou para finalizar dentro da área depois de roubada de bola de Caio Rangel, porém o camisa 11 foi bloqueado pelos marcadores na hora certa. Quatro minutos depois, Richard puxou da direita para o meio no bico da área, bateu, e a bola saiu por cima do travessão com perigo. Em seguida, Lucas Cândido acertou a segunda bola da equipe da casa na trave, em chute forte dentro da área no rebote de cobrança de falta. Tentando reagir, já aos 45, Vidal arriscou de muito longe e obrigou Ivan a uma defesa no susto, espalmando para frente.

Xavante abdica do ataque e sofre dois gols, com o válido já no fim

Na volta do intervalo, pouca mudança de posturas e de cenário, com direito a outro importante acontecimento igual ao do primeiro tempo (mais um gol da Ponte anulado). O Brasil até retornou tentando se arriscar mais no setor ofensivo, contudo sem conseguir converter em oportunidades. Aos três, após cobrança de escanteio pela direita, a bola sobrou para Richard na segunda trave, que pegou firme para mandar na rede gaúcha, mas pelo lado de fora. Respondendo, Erison arriscou chute pela ponta-esquerda, porém a bola também balançou a rede pelo lado de fora.

Aos 10, a partir de uma cobrança de escanteio pela esquerda, Marcelo salvou o Brasil com uma defesa usando as pontas dos dedos em finalização de Cleylton chegando por trás da marcação. E, quatro minutos depois, aproveitando pressão na área gaúcha, a bola sobrou para Fessin, dentro da área, fazer o giro e colocar no canto. No entanto, pela segunda vez na partida, o gol paulista foi anulado pelo VAR por impedimento no início da jogada. Aos 19, quase gol contra a favor da Macaca após desvio na defesa que, por muito pouco, não colocou a bola dentro da meta. Na sequência, Moisés cobrou mais uma falta com perigo, e Marcelo ficou com a bola sem dar rebote.

O Xavante abdicou de atacar, enquanto o time paulista perseguia o gol da vitória, virando um ataque contra defesa. Até que, aos 44 minutos, Rafael Santos alçou bola na área da intermediária pela esquerda, e João Veras pegou de primeira para bater cruzado e, finalmente, marcar um gol válido para a Ponte Preta. Segundo gol dele no jogo (o primeiro foi anulado) e o da vitória: 1 a 0.

Classificação e próximos compromissos

Com a vitória suada, a Ponte Preta pulou para a 13ª colocação, agora com 32 pontos, ficando a seis do Z-4. Por outro lado, o 14º jogo sem vencer do Brasil de Pelotas deixou a equipe mais afundada na última posição, com os mesmos 16 pontos. O próximo compromisso da Macaca é fora de casa contra o CSA na quarta-feira (29) às 21h30. Já o Xavante volta a campo no mesmo dia às 19h, quando recebe o Brusque em confronto direto dentro da zona de rebaixamento.

VAVEL Logo