Mesmo com um a mais, Internacional não sai do empate contra Guaireña pela Sul-Americana
Foto: Divulgação/CONMEBOL

Apesar do domínio e a vantagem numérica devido a expulsão de Jiménez, o Internacional ficou apenas no empate de 1 a 1 contra  Guaireña, no Defensores del Chaco, em Assunção, no Paraguai, pela quarta rodada da Copa Sul-Americana. Em lance duvidoso, Otazu abriu o marcador em boa cobrança de pênalti. Wanderson deixou tudo igual na etapa complementar. 

Vantagem albiceleste

Visando garantir a classificação, o Inter controlou o primeiro tempo com 72% de posse de bola. Apesar do domínio, falta criatividade para deixar alguém com grande chance de finalização. Wanderson até armou contra-ataque, abriu com Bustos, que acionou Maurício. O meia chutou em cima de Paniagua, mas ganhou escanteio. 

Com pouco espaço, De Pena recebeu de Renê, girou e arriscou de longe. A bola balançou a rede pelo lado de fora. Os Albicelestes pouco apareciam na meta gaúcha, mas quando acontecia, era com perigo. Otazu cobrou escanteio, Salinas se movimentou bem e desviou de cabeça rente à primeira trave. Na etapa final, pênalti duvidoso para os mandantes. Bruno Méndez derrubou Villagra dentro da área. Otazu cobrou com categoria, deu uma paradinha, Daniel se antecipou e converteu no canto esquerdo. 

Vantagem numérica não contribui para virada

Mano Menezes voltou do intervalo com mudanças. David e Rodrigo Dourado nos lugares de Maurício e Gabriel. As mexidas foram bem-vindas, logo, os seus comandados começaram a incomodar os paraguaios. David tabelou com Edenilson, finalizando no canto. Escobar caiu para espalmar. O empate saiu em boa troca de passes envolvendo De Pena, Dourado e Renê, onde o lateral cruzou e Wanderson bateu de chapa, marcando o seu primeiro gol com a camisa colorada. 

A saga pela virada ficou mais viva graças à vantagem numérica. Jiménez levou o vermelho direto após impedir ataque de David.  De Pena cobrou falta na barreira. Bustos pegou a sobra e soltou um foguete. Escobar fez milagre ao salvar. 

Aos 20’, Otazú ficou no 1x1 com Renê, driblou o lateral e finalizou forte. Daniel evitou a ampliação dos mandantes. O Inter respondeu rapidamente. Wesley recebeu de Edenilson. O atacante não ficou com a posse, a bola sobrou com David, que chutou em cima do goleiro. O Inter pressionava em busca do resultado. Rodrigo Dourado foi lançado por Edenilson, se livrou da marcação, mas acabou sendo parado em boa defesa de Escobar. A equipe encontrou algumas oportunidades, porém não teve aquele capricho para a virada. Foram 25 finalizações, sendo nove em direção ao gol. O adversário acertou o alvo em duas oportunidades das nove chances criadas.

Como fica

Nada muda na tabela de classificação. Ambos os times seguem com 50% de aproveitamento. O Guaireña lidera o grupo E, com seis pontos. Com a mesma pontuação, o Inter aparece em segundo lugar.

O Colorado vai tentar garantir a classificação nos dois últimos jogos da Sul-Americana. O primeiro desafio será na terça-feira (17), contra o Independiente Medellín, às 19h15 (de Brasília), no Beira-Rio. Por sua vez, os Albicelestes irão encarar o 9 de Outubro, no mesmo dia, às 21h30 (de Brasília), no Estádio Jocay.

VAVEL Logo