Na noite da última quinta-feira (16), foi realizado o sorteio dos grupos do Paulistão 2024, no Auditório do Ibirapuera, e o gerente de futebol do Corinthians, Alessandro Nunes, representou o time no evento.

Durante o final de seu período no clube, o ex-lateral foi perguntado sobre o futuro do zagueiro Lucas Veríssimo, cujo desempenho com a camisa do Timão tem sido notável. O atleta permanece emprestado pelo Benfica até o dia 30 de junho do ano seguinte, mas, o time do Parque São Jorge detém a prioridade para contar com o jogador de forma definitiva a partir de julho de 2024, porém precisará negociar a aquisição com o clube português.

"O que o Lucas apresenta é o que a gente já esperava. Ele tem uma conduta profissional absurda, é um jogador que ficou fora da última Copa do Mundo infelizmente por uma lesão. Teve esse problema, mas já superou, hoje está 100% e vem mostrando a sua importância. Lucas não tem um valor fixado, então teremos que negociar com o Benfica. Provavelmente o próximo presidente vai negociar", comentou.

Na zona mista, Alessandro ainda foi questionado sobre a comparação que a torcida do Alvinegro vem fazendo, entre Lucas Veríssimo e Murillo, ex-zagueiro do Corinthians negociado com o Nottingham Forest, da Inglaterra: "O futebol é muito curioso, né? A gente parou de falar que o Robert (Renan) e o Murillo saíram, e já estamos falando do Lucas. É o futebol, é assim. A decisão em trazer o Lucas já era esperada em razão da saída do Murillo. Não podemos fazer comparação sobre qualidade e competência de cada um, estamos falando de grandes atletas".

Rumores de Gabigol no Timão

O gerente também foi questionado sobre os boatos que sugeriam a possível entrada do Corinthians na disputa pela contratação de Gabigol, cuja renovação no Flamengo está em impasse. Contudo, a resposta foi evasiva: "Estou surpreso. Não vi (as notícias). Você tem que falar sobre uma análise que é um grande atleta, um atleta espetacular, extraordinário, quem não gostaria de contar com o Gabigol? Mas como contar com o Gabigol, já não compete a mim analisar".

Mano Menezes 

O dirigente confirmou que o treinador continua no cargo para o ano que vem, e completou dizendo que o foco do Corinthians, por enquanto, é no confronto contra o Bahia: "O que alinhamos com o Mano, que será com certeza o técnico em 2024, é que neste momento ainda buscaremos somar os pontos no Brasileiro. Ainda não estamos livres da zona negativa, teremos um jogo difícil na sexta contra o Bahia, então respiramos essa partida com serenidade para, num momento oportuno, dar suporte ao Mano projetando a temporada seguinte". 

VAVEL Logo
Sobre o autor