Com dois gols de Fred, Atlético-MG bate Vitória e assume vice liderança

Apesar de gols perdidos ao longo da partida, time de Marcelo Oliveira convence e fica apenas um ponto do Palmeiras; Vitória entra na zona de rebaixamento

Com dois gols de Fred, Atlético-MG bate Vitória e assume vice liderança
Foto: Bruno Cantini/Atlético-MG
Atlético-MG
2 1
Vitória
Atlético-MG: Giovanni; Carlos César, Edcarlos, Gabriel, Fábio Santos; Lucas Cândido (Yuri, min. 87), Rafael Carioca, Carlos Eduardo (Clayton, intervalo), Maicosuel (Yago, min.74) , Robinho; Fred. Técnico: Marcelo Oliveira
Vitória: Fernando Miguel; Diogo Mateus (Euller, min. 82), Ramon, Kanú, Diego Renan; Amaral, David (Serginho, min. 60), Marcelo, Cárdenas; Marinho, Ramallo (Alípio, min. 60). Técnico: Vágner Mancini
Placar: 1-0, min. 46, Fred. 1-1, min. 59, Kanú. 2-1, min. 62, Fred.
ÁRBITRO: Jean Pierre Gonçalves Lima (RS). Cartão amarelo: Marcelo (min. 38), Fernando Miguel (min. 40), Diogo Mateus (min. 64), Alípio (min. 66), Ramon (min. 74), Edcarlos (min. 76), Clayton (min. 92)
INCIDENCIAS: Jogo válido pela 23° rodada da Série A do Campeonato Brasileiro, realizado no Independência

Vice-liderança em mãos. O Atlético-MG recebeu o Vitória no Independência na quarta-feira (7) de feriado e venceu por 2 a 1. Apesar do grau de dificuldade elevado na partida, Fred anotou os dois gols do alvinegro que chegou a 42 pontos e encostou no líder Palmeiras, que tem 43. Já o Vitória, com o resultado positivo do Figueirense aliado a sua derrota, entra na zona de rebaixamento, na 17° colocação, com 26 pontos ganhos.

O atacante galista marcou cada gol em uma etapa. O tento único do Vitória foi de Kanú. O jogo também foi marcado por muitos gols perdidos pelo dois lados. Fred, Robinho e Marinho tiveram chances claras de anotar no placar.

Na rodada seguinte, o Vitória já volta a campo no sábado (10), quando receberá o vice-líder Flamengo às 18h30, no Barradão. Já o galo viajará até o Rio de Janeiro para enfrentar o Fluminense no Edson Passos no domingo (11) às 16h.

Galo começa melhor, vê Vitória ameaçar mas sai na frente

Mais incisivo no início, o galo quase abriu o placar aos 3 minutos com Carlos Eduardo, mas o chute de dentro da área passou por cima da meta rival. O lado direito do time da casa era mais eficiente, aproveitando espaços dados por Diego Renan. Aos 10, Carlos César cruzou e Robinho levou perigo ao gol de Fernando Miguel.

Em duas oportunidades com Fred, o Atlético teve a chance de abrir o placar, em uma delas a bola bateu na trave. Aos 20 minutos, o centroavante mais uma vez desperdiçou chance, o chute de fora da área passou perto do gol baiano. Só três minutos depois o Vitória assustou, mas o cruzamento de Marinho foi desviado pela defesa.

Rompendo a primeira metade da etapa inicial, o clube baiano começou a ter mais a bola e chegando na linha defensiva atleticana. Primeiro, Cárdenas fez boa jogada pelo lado esquerdo, mas Lucas Cândido fez o desarme. Aos 36, Marinho teve a chance do jogo, ao receber no meio de campo e correr sozinho em direção ao gol, sendo parado por Giovanni na entrada da área; em seguida, Diego Renan chutou de fora, mas o goleiro encaixou.

Com esta situação, o galo viu em contra ataques velozes suas maiores oportunidades e assim tentar voltar a superioridade. Robinho avançou pelo meio de campo e tocou para Carlos Eduardo, que do lado esquerdo cruzou, mas Fred não alcançou o toque na área. Lucas Cândido também teve sua oportunidade, desta vez em bola parada, mas Fernando Miguel estava bem posicionado. No último lance de perigo na etapa saiu o gol do Atlético-MG. Após brigar pelo bola na intermediária, Fred ganhou disputa e escorou para Carlos Eduardo, que fez boa jogada e viu o centroavante entrar sem marcação na área. O camisa 99 bateu sem chances para o goleiro do Vitória.

Fred perde chances mas marca gol e dá resultado favorável

Mal começou a segunda etapa e o time do Vitória criou jogadas de perigo, ocasionando dois escanteios em três minutos de peleja. Aos 5, Marinho bateu de fora da área mas Giovanni defendeu sem sustos. O atacante, logo depois, tentou de cabeça, com lance terminando na mão do goleiro. De tanto insistir, o time baiano empatou. Diego Renan cobrou falta pelo lado esquerdo e o zagueiro Kanú antecipou Giovanni, escorando para dentro da meta.

Apenas três minutos do empate, o Atlético fez sua primeira jogada de perigo e já com gol. Fred recebeu cruzamento de Fábio Santos, dominou e chutou com força, recolocando o time mineiro em vantagem. Aos 25 minutos, o atacante, já com dois gols marcados, superou Marinho e perdeu mais uma chance clara de gol. Fernando Miguel esperou decisão da defesa, a bola sobrou e o goleiro não segurou. Fred recebeu na pequena área e chutou no travessão, no rebote, tentou de voleio, porém a bola saiu pelo lado esquerdo.

O Vitória tentou reagir com Marcelo, que infiltrou na área; Giovanni respondeu com saída do gol e impedindo o meia de finalizar. Os jogadores do rubronegro reclamaram de falta de Edcarlos em Alípio na meia lua, mas o árbitro deixou o lance prosseguir. Aos 40, Serginho, que entrou no segundo tempo, chutou para fora, deixando os torcedores do galo assustados. Ao fim, Robinho teve sobra de bola após mais uma falha de Fernando Miguel. Depois de escorar com pé esquerdo, o atacante viu a bola sair mais uma vez pelo lado esquerdo.