Após eliminação para Flamengo, Felipe Conceição não é mais técnico do Botafogo

Depois de semana conturbada e duas eliminações, treinador foi desligado do cargo

Após eliminação para Flamengo, Felipe Conceição não é mais técnico do Botafogo
Foto: Vitor Silva/SS Press/Botafogo

A situação ficou insustentável: após ser anunciado como treinador do Botafogo em janeiro, Felipe Conceição foi demitido do cargo neste sábado (10), após a derrota e atuação ruim da equipe de General Severiano para o Flamengo na semifinal da Taça Guanabara, o primeiro turno do Campeonato Carioca. A equipe de Paulo César Carpegiani venceu por 3 a 1 e se classificou para a decisão.

Apesar de apenas sete jogos, a pressão vinda da torcida era grande, já que a equipe não empolgava nos jogos pelo campeonato estadual. Nessa semana, muitos protestos marcaram a rotina dos jogadores, com a delegação sendo recebida por muitos torcedores reclamando e o Estádio Nilton Santos pixado com dizeres contra alguns atletas.

A situação piorou bastante quando o clube de General Severiano foi eliminado precocemente da Copa do Brasil, ao ser derrotado pela Aparecidense por 2 a 1. Dessa maneira, Felipe Conceição entrou em campo para a semifinal da Taça Guanabara na corda bamba. O treinador, que havia assinado um contrato de três anos, teve sua demissão anunciada pelo gerente de futebol Anderson Barros após o término do jogo.

Felipe Conceição deixa o cargo com duas vitórias, três empates e duas derrotas que culminaram em eliminações de diferentes competições. Dentro de campo, era possível enxergar uma equipe bastante desorganizada, que não conseguia aproveitar os espaços e criar jogadas por meio de passes, que era o que Felipe pedia. Apesar do pouco tempo de pré-temporada, o Botafogo chegou à conclusão de seu desligamento do cargo.

Cuca?

A partir de agora, começa a busca da diretoria por um novo treinador. Muito pedido pela torcida nas redes sociais, o treinador Cuca não está, por ora, perto do Rio de Janeiro. A VAVEL Brasil entrou em contato com Eduardo Uram, empresário do técnico, que afirmou isso, afastando a possibilidade de um acerto.