Fábio Carille analisa desempenho, mas evita falar sobre brigas de torcedores

Técnico afirma que o desempenho do time foi abaixo do normal, e diz valorizar o ponto conquistado em Curitiba, para manter o time no topo da tabela

Fábio Carille analisa desempenho, mas evita falar sobre brigas de torcedores
Foto: Daniel Augusto Jr./Agência Corinthians

O Corinthians empatou com o Coritiba por 0 a 0, neste domingo (18) no Estádio Major Antônio Couto Pereira, em Curitiba. Com o empate, o Timão depende do resultado do jogo entre Cruzeiro e Grêmio para seguir líder da competição. Após o término da partida, o técnico Fábio Carille comentou sobre os erros cometidos, apontando a falta de concentração do time como a causadora do empate.

"A desconcentração fez com que errássemos, com isso, o Coritiba teve mais volume que a gente. Tentamos mobilizar, mas sabemos que faltou" declarou Carille.

Segundo o técnico, apesar do time ter cometido muitos erros durante a partida, o Coritiba não foi superior, pois não soube aproveitar das falhas, o que garante o time na parte de cima da tabela.

"Nosso rendimento foi abaixo da média, tem dia que as coisas não acontecem como queremos, mas o Coritiba também não fez um bom jogo, pois se tivesse feito teria ganho de nós aqui, sabemos dos nossos erros e iremos melhorar para o próximo jogo" afirmou o técnico, já visando o jogo seguinte.

E, apesar de os resultados passados serem positivos para o Corinthians, Carille acredita que o time possa evoluir ainda mais, e irá usar o jogo desta manhã como alerta para os próximos.

"É muito difícil falar sobre o jogo de hoje, porque se meu time estivesse mais concentrado, teríamos acertado mais passes, e faríamos um jogo melhor. O jogo de hoje servirá como alerta, mas os outros jogos vinham dando respostas muito boas, havendo equilíbrio da parte defensiva com a ofensiva" avalia Carille sobre o jogo em Curitiba.

O técnico evitou falar sobre brigas envolvendo torcedores do Corinthians e do Coritiba antes do início da partida, dizendo que não basta campanhas serem feitas pelos times, se não forem tomadas atitudes governamentais. 

"Já falei várias vezes sobre a questão de paz, mas não adianta. Isso não tem que partir de nós, já fizemos a nossa parte, com faixas pedindo a paz, mas enquanto nossas autoridades não tomarem atitudes, nada irá mudar", além disso o treinador ainda citou o fato de a Inglaterra já ter sido considerada um dos piores lugares em relação a torcida, e tal fato ter sido resolvido, e questiona o porquê de não acontecer o mesmo no Brasil.

Após o empate fora de casa contra o time paranaense e visando manter a liderança do campeonato, o Timão chega ao jogo de número vinte e um sem derrotas. O Corinthians enfrentará o Bahia na próxima quinta-feira (22), às 19h30, na Arena Corinthians, pela nona rodada do Campeonato Brasileiro.