Após ultimato e falta de acordo com diretoria, zagueiro Pablo não joga mais pelo Corinthians

Diretor e gerente de futebol do Corinthians explicam saída do camisa 3, após seis meses de idas e vindas em negociações

Após ultimato e falta de acordo com diretoria, zagueiro Pablo não joga mais pelo Corinthians
Após pedir maior salário do clube para permanecer, Pablo está de saída do time do Parque São Jorge (Foto: Divulgação/Agência Corinthians)

O ciclo do zagueiro Pablo com a camisa corinthiana chegou ao fim.  Somando 51 jogos disputados com muita regularidade e segurança na defesa, dois gols marcados, Campeão Paulista e Brasileiro são marcas que resumem a passagem do camisa 3 no clube do Parque São Jorge.

Flavio Adauto Alessandro Nunes, diretor e gerente de futebol do clube, em entrevista coletiva realizada nesta manhã após o treino aberto, na Arena Corinthians, confirmaram a saída do zagueiro.

O ex-lateral corinthiano explicou que o motivo pelo fim das conversas foi a parte financeira e os valores solicitados por Pablo e o seu empresário, Fernando César. Já que desejava ganhar um salário superior a atletas consagrados no clube e que atuam há mais tempo. Casos de Jadson e .

"Encerramos ontem todas as tentativas e negociações. Foram muitas, e desgastantes. O Corinthians fez um esforço surreal para que o Pablo continuasse. É uma trajetória pequena como atleta, não completou nem um ano ainda. Um atleta, para se identificar com um clube, precisa de anos e anos de convivência e títulos. Ele teve um primeiro ano maravilhoso, mas preferiu interromper por uma ordem financeira" , disse o dirigente.

"Explicamos que havendo um "não" deles, também há um "não" nosso. Ele não precisa mais vestir a camisa do Corinthians. Ele já contribuiu, e muito. Mas a parte comercial ficou muito distante daquilo que a gente entende que um atleta precisa ter para uma sequência no clube", acrescentou Alessandro.

O diretor de futebol, Flavio Adauto também não escondeu o descontentamento com o pedido do atleta e do seu empresário:

"Não vou falar em valores, mas o Alessandro disse uma frase muito importante. Você tem jogadores aqui com muita história no Corinthians e que não poderiam ficar abaixo. Ele pediu aquilo que nós não poderíamos pagar, não gostaríamos de pagar porque existe todo um elenco", explicou o diretor.

"Você não pode pensar individualmente em um jogador quando você tem o ano inteiro várias reformas de contrato, várias possíveis contratações e você fugiria totalmente do patamar do Corinthians. Por isso que eu disse, seja feliz. O torcedor sabe o que nós fizemos e acredito que vá compreender que a gente tentou em todos os momentos manter, fomos a exaustão. Não houve possibilidade", completou Adauto.

Além disso, o diretor de futebol ressaltou que além do atleta não ter participado do treino realizado neste sábado, também não deverá atuar nos últimos dois jogos da temporada pelo Campeonato Brasileiro.

Pablo chegou ao Corinthians no início de 2017, emprestado pelo clube francês Bordeaux. Após um primeiro semestre demonstrando regularidade e formando uma dupla de zaga muito eficiente com o paraguaio Balbuena, a diretoria corinthiana demonstrou interesse na contratação. Entretanto, depois de seis meses de uma negociação conturbada, a novela chegou ao desfecho com a saída do camisa 3.

Confira um dos dois gols marcados pelo ex-camisa 3 do Corinthians: