Corinthians reedita final contra Ponte Preta em estreia do Paulistão 2018

Equipe de Fábio Carille volta a atuar no Pacembu e busca começar o Campeonato Paulista com um resultado positivo

Corinthians reedita final contra Ponte Preta em estreia do Paulistão 2018
Em reedição da final do Paulistão, Carille escalou o mesmo time que atuou na última partida, contra o Rangers (Foto: Divulgação/Agência Corinthians)
Corinthians
Ponte Preta
Corinthians: CORINTHIANS: CÁSSIO; FÁGNER, BALBUENA, PEDRO HENRIQUE, GUILHERME ROMÃO; GABRIEL; ROMERO, RODRIGUINHO, JADSON E CLAYSON; KAZIM. TÉCNICO: FÁBIO CARILLE.
Ponte Preta: PONTE PRETA: IVAN; EMERSON, WESLEY MATOS (RENAN), LUAN PERES, JEFERSON; JORGE MENDOZA E MARQUINHOS; TIAGO REAL, LÉO ARTUR E SILVINHO; YURI. TÉCNICO: EDUARDO BAPTISTA.
INCIDENCIAS: PARTIDA VÁLIDA PELA 1ª RODADA DO CAMPEONATO PAULISTA 2018. O CONFRONTO ACONTECE NO ESTÁDIO DO PACAEMBU, SÃO PAULO, ÀS 21H45.

Nesta quarta-feira (17) às 21h45, Corinthians e Ponte Preta disputam o seu primeiro jogo no Campeonato Paulista de 2018. A partida será realizada no estádio do Pacaembu em virtude da reforma do gramado que está sendo realizada na Arena Corinthians.  Este jogo reedita a final do Paulistão do ano passado em que o Corinthians saiu vitorioso no placar agregado e se sagrou campeão pela 28ª vez.

Durante treino realizado na tarde de ontem (16), no CT Joaquim Grava, o técnico Carille não demonstrou dúvida e confirmou que irá escalar a equipe no 4-1-4-1, a mesma formação que iniciou o jogo contra o Rangers, em Orlando, na Florida Cup.

Para o confronto de número 147 da história, a arbitragem será de Raphael Klaus que também apitou o primeiro jogo da final do ano passado. Ele será auxiliado por Emerson Augusto de Carvalho e Alex Ang Ribeiro. Nas outras 146 oportunidades, o Timão leva vantagem com 82 vitórias contra apenas 29 triunfos da Macaca. Em outros 34 confrontos acabaram terminando sem vencedores.

Sem Jô, ‘Gringo da Favela’ é a aposta corinthiana

Na temporada passada, Kazim fez apenas 3 gols em 30 jogos disputados, uma média ruim para um centroavante. Apesar disso, o camisa 18 começou o ano de titular após a saída do artilheiro Jô. Durante o torneio amistoso da Flórida, Kazim atuou nos dois tentos, contra PSV-HOL e Rangers-ESC, e marcou gol contra o último adversário. Agora o ‘Gringo da Favela’ é a aposta corinthiana para balançar as redes adversárias e provar para a comissão técnica e diretoria que o ataque do Timão está bem representado.

(Foto: Divulgação/Agência Corinthians)

Confiança no garoto da base

Após a esperada saída de Guilherme Arana que foi vendido para o Sevilha da Espanha, o Corinthians foi ao mercado e contratou o lateral-esquerdo Juninho Capixaba. Entretanto, o mesmo não poderá atuar contra a Ponte Preta, pois não foi regularizado a tempo. Por conta disso, o lateral-esquerdo Guilherme Romão ganha confiança da comissão técnica e será titular, já que Moisés, substituto imediato na lateral-esquerda em 2017, não foi nem inscrito no Campeonato Paulista.

Apenas um reforço relacionado 

Para a estreia no Campeonato Paulista contra a Ponte Preta, apenas um reforço contratado para este ano estará disponível para o técnico Fábio Carille. O atacante Júnior Dutra será opção no banco de reservas. Já Juninho Capixaba, Renê Júnior, Mateus Vital e Emerson Sheik não foram regularizados pelo Corinthians. Portanto, ainda não podem ser relacionados para a primeira rodada do Paulistão.

Novidades e desfalques campineiros

O time da Ponte Preta fará seu primeiro jogo oficial com muitas mudanças em relação aos nomes que fizeram a Macaca ser rebaixada. Sem medalhões, a aposta será na molecada e alguns deles conhecidos pela torcida corinthiana.

Ainda que não possam jogar, Gabriel Vasconcellos e Marciel estão no grupo campineiro para a temporada 2018. Revelados na base do Timão, os dois tentam repetir o feito de Maycon, que brilhou recentemente em empréstimo à Ponte e voltou como titular no Corinthians.

Eduardo Baptista segue no comando e promove mudanças na equipe. A equipe, considerada maior força do interior, quer aproveitar momento de começo de temporada para surpreender o alvinegro da capital, coisa que não fez na final do Paulistão-17.