Marca histórica: Léo se iguala a Cris e é o quinto zagueiro que mais atuou pelo Cruzeiro

Jogador chegou à marca diante do Avaí, na Ressacada, pelo Brasileirão

Marca histórica: Léo se iguala a Cris e é o quinto zagueiro que mais atuou pelo Cruzeiro
Jogador com mais partidas na temporada, Léo deve entrar no top 3 de zagueiros com mais jogos pelo time celeste neste domingo (Foto: Cruzeiro/Divulgação)

Em agosto de 2010, o zagueiro Léo era apresentado na Toca da Raposa. De lá para cá se passaram sete anos, e o defensor se tornou um dos símbolos do clube. Não foi sempre titular, é verdade, mas sempre que foi necessário, o zagueiro estava lá para ajudar o Cruzeiro.

Por essa longevidade no clube, o atleta completou 260 partidas pelo time mineiro contra o Avaí, pela 16ª rodada do Campeonato Brasileiro. Ele se igualou a Cris e se tornou o quinto atleta da posição que mais vestiu a camisa azul e branca.

Léo fez parte dos elencos campeões do Campeonato Mineiro de 2011 e 2014 e do bicampeonato Brasileiro de 2013 e 2014. Atleta do atual elenco cinco estrelas que mais jogou na temporada, com 39 partidas disputadas até agora, Léo declarou que alcançar esses números, pelo time que se torce é muito significativo - o zagueiro já admitiu ser torcedor do Cruzeiro. 

“Importante para mim, em questão de números, e uma alegria muito grande também poder chegar a essas marcas em um clube tão grande como o Cruzeiro. Um clube que a gente admira, que a gente torce desde criança, e poder alcançar esses números, ser bicampeão brasileiro, chegar a 260 jogos e ser o terceiro zagueiro com mais gols com a camisa do Cruzeiro, são marcas muito significativas, muito importantes”, disse Léo em entrevista ao site oficial do Cruzeiro. 

Muitas vezes capitão do time, Léo também faz parte da lista de zagueiros artilheiros do Cruzeiro. (
Muitas vezes capitão do time, Léo também faz parte da lista de zagueiros artilheiros do Cruzeiro (Foto: Cruzeiro/Divulgação)

Léo, em questão de números de partidas, só está atrás de Vavá (428 jogos), Darci Menezes (427), Zezinho Figueroa (305) e Morais (283). Outro posto alcançado este ano foi o de terceiro maior zagueiro artilheiro da história do clube. Ao lado de Bruno Rodrigo, companheiro de muitos jogos pela Raposa, ele tem 17 gols. O primeiro dessa lista é Geraldão, que era um excelente cobrador de faltas na década de 1980, com 30 gols. Depois vem Cris, detentor de forte cabeceio e boa impulsão, com 25.


Share on Facebook