Mano volta ao Cruzeiro e não vê pressa em renovação: "Urgência sem necessidade"

Treinador da Raposa deve resolver futuro dentro do clube na semana que vem; técnico interessa ao Palmeiras, que demitiu Cuca

Mano volta ao Cruzeiro e não vê pressa em renovação: "Urgência sem necessidade"
O duelo contra o Corinthians foi o último da Raposa sob comando de Mano, que retorna (Foto: Washington Alves/Cruzeiro)

De volta ao comando do Cruzeiro após se afastar para a realização de um tratamento dermatológico, Mano Menezes se reapresentou com o time na Toca da Raposa nesta sexta (13). Um dos assuntos que mais aguardava o gaúcho nesse retorno era a sua renovação com o clube, tendo contrato com a equipe até o fim de 2017. Questionado se continua ou não, Mano afirmou que não vê tanta urgência nisso.

"Foi dado um regime de urgência para isso (renovação) sem necessidade. O que é urgente no Cruzeiro é comemorar o título da Copa do Brasil, é uma conquista importante, recente. Urgente é aproveitar o bom momento que a equipe vem atravessando no Campeonato Brasileiro, nas primeiras colocações, jogando um futebol que todos queriam ver, sendo que ainda pode melhorar", afirmou.

"É aproveitar o profissionalismo dos jogadores mesmo depois de uma conquista. Esse ambiente criado faz as pessoas se sentirem bem e, com isso, querem fazer o melhor para o torcedor sempre. Isso sim é urgente. As outras coisas têm seu tempo, não tem pressa para ninguém", complementou Mano.

A permanência do atual treinador do Cruzeiro deve ser resolvida na semana que vem, quando Itair Machado, novo vice-presidente da Raposa, retorna a Belo Horizonte de uma viagem para os Estados Unidos. Em entrevista ao portal Globoesporte.com, Itair disse que a nova diretoria celeste prepara uma boa proposta para o gaúcho.

"Preparamos uma proposta importante e interessante para o Mano e a sua comissão técnica. Tenho certeza que é uma proposta robusta e importante para o ano importante que o Cruzeiro terá em 2018. Temos grandes ambições para o Cruzeiro", revelou.

Já Mano não quis externar sob quais condições permaneceria no comando celeste. "Não vou falar sobre esse assunto publicamente. Isso são coisas que se decidem no local certo. Minha preferência é sentar com o Cruzeiro e conversar sobre coisas importantes para a condução de um trabalho na temporada seguinte, onde aumentam as expectativas, nossos objetivos. Quem tem experiência sabe como a banda toca. A gente olha esse ano e achamos vários exemplos", disse.

"Temos que nos preparar para atendermos essas expectativas. Ou pelo menos para tentarmos atender, pois futebol não é uma ciência exata. Acontecem coisas que não permitem você a conquistar o objetivo que se traça sempre. Só pode ter um vencedor em competições e todos planejam, investem... Então temos que nos preparar para isso. Tenho que ver o que se pensa, as ambições do clube, para atender as expectativas do torcedor", completou.

Como esteve em São Paulo devido a um tratamento na pele, Mano ficou de fora de dois jogos do Cruzeiro, contra Ponte Preta e Grêmio. Nesses dois duelos, Sidnei Lobo, seu auxiliar, foi quem comandou  a Raposa, que bateu a Macaca por 2 a 1 e o tricolor gaúcho por 1 a 0. O técnico titular do clube celeste comentou sobre a unidade do trabalho, que seguiu bem mesmo em sua ausência.

O futebol só funciona bem, como está funcionando agora, quando você tem um trabalho bem elaborado. O Sidnei teve os méritos dele, os jogadores também tiveram os méritos, porque quando o assistente vai comandar é um pouco diferente, mas o comprometimento dos jogadores nos jogos foi exatamente o mesmo, as ideias foram as mesmas", pontuou.

Palmeiras demite Cuca e quer Mano

Em todo esse processo que circula o futuro de Mano Menezes no Cruzeiro, há a existência de terceiros. O Palmeiras almeja contar com o técnico da Raposa em 2018, mas tudo deve ser esclarecido apenas na semana que vem. No entanto, nesta sexta, o Porco anunciou a demissão de Cuca, e com isso o cargo de treinador do clube alviverde está vago. 

Mano fica? Mano sai? Se sair, o destino será mesmo o Palmeiras? Especulações circundam o atual treinador do Cruzeiro desde que ele foi campeão da Copa do Brasil com a equipe. As respostas para tais questionamentos devem ser dadas apenas na semana que vem.

Cruzeiro Esporte Clube