Fluminense domina Sport no segundo tempo, vence e entra no G-4

Leão comanda etapa inicial, mas Tricolor marca três vezes no segundo tempo e alcança terceira vitória seguida no Brasileiro. Caso o Santos tropece, o time carioca termina a rodada pela primeira vez no G-4

Fluminense domina Sport no segundo tempo, vence e entra no G-4
Foto: Nelson Perez/Fluminense F.C.
Fluminense
3 1
Sport
Fluminense : Júlio César, Wellington Silva, Gum, Henrique e William Matheus; Pierre, Douglas (Richarlison/intervalo), Cícero e Gustavo Scarpa; Marcos Junior (Marquinho, 25'/2ºT), Wellington (Magno Alves, 43'/2ºT). Técnico Levir Culpi.
Sport: Magrão, Samuel Xavier, Ronaldo Alves, Durval e Rodney Wallace; Rithely, Paulo Roberto (Neto Moura, 20'/2ºT), Diego Souza, Gabriel Xavier (Vinícius Araújo, 24'/2º) e Everton Felipe (Lenis, 32'/2T); Rogério. Técnico: Oswaldo de Oliveira.
Placar: Gum (contra) aos 10'/1ºT (0-1); Marcos Junior aos 8'/2ºT (1-1); Richarlison aos 21'/2ºT (2-1); Gustavo Scarpa aos 41'/2ºT (3-1)
ÁRBITRO: Leandro Pedro Vuaden (RS)
INCIDENCIAS: Jogo válido pela 28ª rodada do Campeonato Brasileiro, disputado no sábado (1º) e realizado em Edson Passos, Mesquita (RJ).

Em jogo de dois tempos distintos, o Fluminense venceu o Sport, de virada, por 3 a 1, no estádio Giulite Coutinho, em Mesquita (RJ). Marcos JuniorRicharlison e Gustavo Scarpa marcaram para o Tricolor, enquanto Gum, contra, fez a favor do Leão. O resultado coloca o time carioca no G-4, com 46 pontos. Caso o Santos, que é o quinto, tropece diante do Atlético-PR, a equipe termina a rodada entre os quatro primeiros colocados. O rubro-negro, por sua vez, segue em 13º, com 33 pontos.

A vitória coroa a boa fase do Fluminense, que chegou a sua terceira vitória seguida no Brasileiro. Antes, havia derrotado Grêmio e Corinthians, ambos fora de casa. Além disso, a manhã foi especial também para Gustavo Scarpa, que com o gol deste sábado (1º), passa a ser o artilheiro da equipe com oito gols.

Na próxima rodada, o Fluminense faz confronto direto pelo G-4 nessa quarta-feira (5), quando enfrenta o Santos, às 21h (de Brasília), na Vila Belmiro. No mesmo dia, mas às 21h45, o Sport recebe o São Paulo.

Sport começa melhor e Gum faz contra

Mesmo longe de Recife, o Sport foi quem começou tomando as rédeas do jogo em Edson Passos. Logo aos quatro minutos, Diego Souza deu belo passe para Rogério, que, de cabeça, quase marcou para o Leão. Muito espaçado em campo, o Fluminense abusava dos lançamentos longos e pouco conseguia ameaçar a meta de Magrão nos primeiros minutos. Mais a vontade, o time pernambucano, com isso, abriu o placar.

Aos dez, após cobrança de escanteio de Gabriel Xavier, Gum tentou se antecipar a Ronaldo Alves, mas acabou colocando a bola para dentro do próprio gol. Após o tento, o panorama não mudou. O Sport dava a bola ao Fluminense, que não sabia o que fazer com ela. Tanto que a primeira finalização do Tricolor foi somente aos 27 minutos, em um chute de fora de Gustavo Scarpa, camisa 10 do time.

Já na reta final do primeiro tempo, jogando em casa e atrás no placar, o Fluminense conseguiu neutralizar o ataque pernambucano e encontrou mais espaços para avançar. A melhor chance tricolor aconteceu aos 37, quando o lateral Wellington Silva apareceu livre e chutou, mas Magrão fez boa defesa. O Sport, por sua vez, teve algumas chances de ampliar no contra-ataque, mas desperdiçou.

Fluminense melhora na etapa final e consegue virada

Na volta para o segundo tempo, o técnico do Fluminense, Levir Culpi, promoveu a entrada do atacante Richarlison na vaga do volante Douglas. Mais ofensiva, a substituição surtiu efeito logo de início, pois, aos oito, o Tricolor empatou. Em jogada individual de Wellington pela esquerda, o atacante chutou e Magrão defendeu. No rebote, sem marcação, Marcos Junior mandou para o gol.

O panorama do jogo, em comparação com o primeiro tempo, foi outro. O Fluminense era quem ia ao ataque, enquanto o Sport ficava acuado. Após pressão, o Tricolor conseguiu a virada. Aos 21, Wellington deu belo passe para Richarlison, que apareceu nas costas da defesa e chutou forte, sem chances para Magrão. Mal no segundo tempo, o time pernambucano diminuiu o poder de marcação e ofensividade, tanto que finalizou somente uma vez, com Rodney Wallace.

No embalo da torcida, o Fluminense aproveitou os espaços cedidos pelo Sport e marcou o terceiro. Após dividida pelo alto, a bola sobrou limpa para Gustavo Scarpa, que dominou no peito, invadiu a área e tocou por cima do goleiro. Depois de um primeiro tempo bem abaixo do esperado, o Tricolor, assim como no jogo contra o Atlético-MG, também em Edson Passos, cresceu na etapa final e saiu com a vitória.