Capitão do tri, Carlos Alberto Torres falece aos 72 anos

Lateral foi capitão na Copa do Mundo de 1970, levantando a taça; Clubes cariocas prestaram homenagens ao ex-atleta

Capitão do tri, Carlos Alberto Torres falece aos 72 anos
Capitão do tri, Carlos Alberto Torres falece aos 72 anos

Dia triste para o futebol brasileiro. Capitão da Seleção Brasileira na Copa de 1970 e considerado o maior lateral-direito da história do Fluminense, Carlos Alberto Torres faleceu na manhã desta terça-feira (25), aos 72 anos, em sua residência no Rio de Janeiro (RJ), vítima de enfarte fulminante. 

Conhecido como "Capita", o lateral-direito que surgiu no Fluminense, mas logo transferiu-se para o Santos, para jogar junto ao esquadrão de Pelé, Pepe, Gilmar dos Santos Neves e Zito. Não demorou para chegar à Seleção Brasileira, onde, no ano de 1970, lhe coube a responsabilidade de ser o capitão e levantar a taça de campeão mundial.

Após pendurar as chuteiras, Carlos Alberto Torres dedicou-se à carreira de treinador. Além de conduzir o Flamengo ao título brasileiro de 1983, também passou por Fluminense e Botafogo. Atualmente, trabalhava como comentarista no SporTV.