Aylon marca no fim, Goiás bate Juventude e se afasta do Z-4

Mesmo perdendo pênalti no primeiro tempo, Esmeraldino confirmou a boa fase e impôs terceira derrota seguida ao Jaconero na competição

Aylon marca no fim, Goiás bate Juventude e se afasta do Z-4
Goiás bateu Juventude e alivou-se na luta pela permanência na Série B (Foto: Claudio Reis/O Popular)
Goiás
1 0
Juventude
Goiás: Marcelo Rangel; Pedro Bambu, Fábio Sanches, Alex Alves, Carlinhos; Elyeser (Andrezinho), Victor Bolt, Léo Sena; Nathan (Tiago Luís), Júnior Viçosa (Aylon) e Carlos Eduardo | Técnico Hélio dos Anjos
Juventude: Matheus Cavichioli; Tinga, Domingues, Maurício, Bruno Collaço; Lucas, Fahel (Yuri Mamute), Leílson; Wesley Natã, Yago (Caprini) e Tiago Marques | Técnico Gilmar Dal Pozzo
Placar: 1-0, 35' 2T, Aylon
ÁRBITRO: Leonardo Garcia Cavaleiro, auxiliado por Silbert Faria Sisquim e Luiz Antônio Muniz | Cartões Amarelos: Carlinhos; Matheus Cavichioli, Maurício e Yago
INCIDENCIAS: Partida válida pela 30° rodada da Série B do Campeonato Brasileiro

Confirmando a boa fase, o Goiás voltou a vencer na noite desta terça-feira (17). Recebendo o Juventude no Serra Dourada, o time de Hélio dos Anjos venceu pelo placar mínimo com gol de Aylon e conquistou o décimo ponto entre os últimos 12 disputados, enquanto o rival perdeu a terceira seguida na competição.

A vitória colocou o Esmeraldino novamente no grupo dos dez melhores do campeonato, em décimo lugar com 38 pontos ganhos, ultrapassando Brasil de PelotasPaysanduBoa Esporte e CRB. Já o Papo segue na sétima colocação com 45, agora com sete pontos de diferença para o G-4.

Agora, o Jaconero volta suas atenções para o Guarani (16°), adversário da próxima segunda-feira (23), no Brinco de Ouro, em Campinas. O time goiano, por sua vez, vai até Lucas do Rio Verde enfrentar o Luverdense (17°) no Passo das Emas. 

Matheus pega pênalti e segura blitz goiana

Precisando afastar-se da zona de rebaixamento, o técnico Hélio dos Anjos armou o Goiás para mandar no jogo e surpreender o Juventude. Nos primeiros minutos, era visível a alta e forte marcação do time da casa.

Com oito minutos no relógio, os goianos tiveram a primeira boa chance com Carlinhos, que arrancou pela direita, deixou Bruno Collaço na saudade e bateu cruzado, rasteiro para uma defesa segura de Matheus Cavichioli.

De tanto pressionar pelas laterais, o Goiás conseguiu furar o bloqueio dos zagueiros aos 13', quando Júnior Viçosa achou Nathan na área, e o atacante foi derrubado pelo arqueiro do Juventude. Pênalti que o autor da assistência cobrou no canto esquerdo e Matheus Cavichioli voou para salvar.

Mas nem o pênalti conseguiu acordar o Papo, que continuava sofrendo com os ataques goianos. Numa desatenção da defesa, Maurício passou a bola no pé de Carlos Eduardo, que viu o goleiro dos visitantes fora da meta e tentou bater rápido, parando novamente nas mãos de Matheus.

A primeira chance dos visitantes só veio aos 25', quando uma sequência de escanteios resultou em um chute de Wesley Natã da entrada da área, no canto esquerdo. Marcelo Rangel provou que também é um grande goleiro e defendeu.

Pelos próximos 15 minutos, o Jaconero conseguiu segurar um pouco mais o ímpeto do Goiás, que seguia arrematando de todas as direções, nas proximidades da área. Em duas últimas chances, o goleiro Matheus Cavichioli provou ser o destaque do primeiro tempo: fez duas lindas defesas em finalizações de Carlos Eduardo para levar o placar zerado para o vestiário.

Aylon entra e decide para o Goiás

Gilmar Dal Pozzo conseguiu corrigir os erros da primeira etapa. Começou alterando Yago por Caprini, com a intenção de atrapalhar e dificultar mais a saída de bola dos goianos.

Com a alteração feita, o treinador conseguiu ver nos primeiros minutos seu time mais inteiro em campo, conseguindo até sair mais para o jogo. Mas isso durou pouco tempo, e logo os mandantes estavam em cima novamente, e o zagueiro Fábio Sanches quase marcou em cabeçada após cobrança de falta, aos nove minutos.

Procurando jogar e mandar na partida, o Goiás seguia insistindo no ataque, mas pelos 20 minutos seguintes, viu-se amarrado na forte marcação do Juventude, que simplesmente não o deixava jogar, grudando seus volantes nos meias do time da casa.

Passando da metade da segunda etapa, o time gaúcho começou a jogar melhor e explorar os contra ataques. Aos 35', Leílson recebeu na meia lua e isolou. No tiro de meta rapidamente cobrado, os goianos saíram para o ataque e Tiago Luís cruzou no meio da área. Os zagueiros Maurício Domingues se atrapalharam e a bola sobrou limpa para Aylon, que acertou o ângulo e tirou o zero do placar.

Imediatamente após o gol, Gilmar Dal Pozzo viu-se forçado a mudar e colocou o atacante Yuri Mamute no lugar do volante Fahel, abrindo o time. Porém, a única chance do Jaconero foi com Bruno Collaço, que bateu de fora da área, do lado esquerdo e mandou por cima do gol. Apesar da grande pressão, o Goiás segurou o resultado e venceu a 11° na competição.