Grêmio vence Santos com gol de Marcelo Hermes no fim e segue no G-4

A equipe gaúcha vinha dominando o placar com a vantagem de 2 a 0, mas tomou o empate na segunda etapa e teve de suar a camisa para conquistar a vitória

Grêmio vence Santos com gol de Marcelo Hermes no fim e segue no G-4
(Foto: Lucas Uebel/Gazeta Esportiva)
Grêmio
3 2
Santos
Grêmio: Marcelo Grohe; Edílson Fred, Rafael Thyere (Marcelo Hermes), Marcelo Oliveira; Walace, Douglas, Giuliano, Jailson; Everton (Guilherme), Luan (Bobô).
Santos: Vanderlei; Victor Ferraz, Gustavo Henrique (Yuri), Luiz Felipe, Zeca; Renato (Jean Mota), Thiago Maia, Lucas Lima, Vitor Bueno (Jonathan Copete); Gabriel, Rodrigão.
Placar: 1-0, min. 2 (1º T), Giuliano. 2-0, min. 44 (1º T), Douglas. 2-1, min. 19 (2º T), Copete. 2-2, min. 37 (2º T), Zeca. 3-2, min. 43 (2º T), Marcelo Hermes.
ÁRBITRO: Eduardo Tomaz de Aquino Valadão. Cartões Amarelos: Lucas Lima (min. 33 - 1ºT), Edílson (min. 33 - 1ºT), Zeca (min. 16 - 2ºT), Douglas (min. 29 - 2ºT), Yuri (min 39 - 2ºT), Walace (min. 48 - 2ºT).
INCIDENCIAS: Partida válida pela 12ª rodada do Campeonato Brasileiro 2016, disputada na Arena do Grêmio, em Porto Alegre.

Não foi fácil para quem estava torcendo, e muito menos para quem estava em campo. Em partida disputadíssima, que contou com exatos cinco gols, o Grêmio conseguiu bater o Santos por 3 a 2, com o último gol vindo no finalzinho, para a redenção tricolor. Pelo lado gremista, os gols foram marcados por Giuliano, DouglasMarcelo Hermes; já no Santos, os tentos foram marcados pelo estreante Copete e pelo lateral Zeca. A partida, válida pela 12ª rodada do Campeonato Brasileiro de 2016 foi disputada na Arena do Grêmio, na última quarta-feira (29), em Porto Alegre. 

Com a vitória, o Grêmio soma um total de 21 pontos, e se mantém na terceira posição, attrás apenas de Corinthians e Palmeiras. Na próxima rodada, terá pela frente um Gre-Nal, jogando no Beira-Rio, às 11h, no domingo (3). Uma vitória na próxima rodada pode distanciar o Internacional, atual quarto colocado na competição, distante apenas por um ponto do tricolor. Já o Santos permanece na sexta colocação, com 18 pontos, e tem encontro marcado com a equipe da Chapeoense na próxima rodada, às 16h do domingo (3), na Vila Belmiro. 

Grêmio instável, mas efetivo 

Com um início de jogo inspirado, aos dois minutos, o Grêmio abriu o placar na Arena. No segundo lance de ataque da equipe gaúcha na partida, Everton finalizou da entrada da área, Vanderlei espalmou para o lado, e Giuliano apenas encostou para o gol. Não satisfeito, no minuto seguinte o tricolor partiu para cima mais uma vez. Em cobrança de escanteio de Luan, Douglas pegou a sobra e chutou forte para o meio da área mas Thyere cabeceou por cima. Na tentativa de reagir, o Santos chegou ao campo de ataque com Lucas Lima que acionou Victor Ferraz na linha de fundo. O lateral cruzou para trás, e Rodrigão também mandou por cima. 

O jogo foi ganhando equilíbrio ao longo do primeiro tempo. A equipe santista passou a ter a bola nos pés por mais tempo, mas não conseguia passar pela defesa gremista, que se fechou após o gol marcado. Somente aos 28', um novo lance de perigo veio, e por parte dos donos da casa. Jaílson achou Giuliano por trás da defesa do Santos, e o meia chuta cruzado. Vanderlei saiu do gol abafando e fez boa defesa. O Grêmio voltou a atacar a partir de então, após muito tempo fechado apenas na defesa. Com 33 minutos porém, após uma falta na lateral em saída dos gaúchos para o ataque, Edílson e Lucas Lima começaram a se estranhar, bateram boca e acabaram levando os dois primeiros cartões amarelos do jogo. 

Aos 44 minutos, a pressão tricolor voltou a surtir efeito, resultando em mais um gol do Grêmio. Em lance muito parecido com o do primeiro tento, Everton fez ótima jogada pelo lado esquerdo da área e chutou cruzado. Vanderlei espalmou, e dessa vez Douglas foi quem finalizou com força, 2-0 para o tricolor. Antes de encerrar o primeiro tempo da partida, o árbitro deu dois minutos de acréscimos, mas nada alterou o placar, fazendo com que os mandantes fossem para o intervalo com uma vantagem confortável. 

Sufoco e redenção 

Antes de voltar a campo, o Dorival Júnior resolveu fazer sua primeira alteração. Tirou de campo Vitor Bueno para dar espaço ao atacante colombiano Copete, recém chegado ao clube. A segunda etapa começou com a equipe paulista trocando passes no campo de ataque, e a defesa gremista fechada mais uma vez. Aos três minutos, o Grêmio saiu para o seu primeiro ataque desde o retorno. Marcelo Oliveira cruzou da esquerda, e Everton bateu de chapa, mas a bola fez a curva para fora e passou raspando a trave. Quatro minutos depois, Giuliano recebeu pelo lado direito da área e chutou com força, mas Vanderlei espalmou para escanteio. O Santos fez duas tentativas de ataque nos lances seguintes, mas não chegou a oferecer perigo, já que a defesa do Grêmio fazia um ótimo trabalho. 

Estrelas da equipe santista, Lucas Lima e Gabigol vinham fazendo uma partida abaixo da média. Com 19 minutos, o Santos voltou a chegar para finalizar exatamente com um dos atletas. Gabriel fez boa jogada pela direita e chutou forte. Grohe espalmou e, no rebote, Rafael Thyere mandou para escanteio. Na cobrança de escanteio de Lucas Lima após o lance, Gustavo Henrique desviou no meio do caminho, e Copete, o estreante, manda para o gol sozinho. Com o placar marcando 2-1, o Santos ainda teria tempo para buscar a reação. 

Dorival decidiu fazer uma nova alteração, tirando Gustavo Henrique e colocando em seu lugar o meia Yuri. O peixe tinha voltado a dominar a partida, mas o Grêmio se esforçava para não deixar o ritmo cair. Com 24', Douglas se deslocou pela intermediária pela direita e fez lançamento na cabeça de Luan, mas o atacante desviou demais e a bola saiu à direita de Vanderlei. Em contra-ataque, Lucas Lima apareceu de trás após defesa do Grêmio afastar e tentou um chute colocado. A bola saiu perto do ângulo direito de Grohe. Aos 27 minutos, Rafael Thyere teve de deixar o campo sentindo cãibras, e Roger decidiu usar o lateral Marcelo Hermes para substituí-lo. Não demorou muito e o Santos optou por fazer sua terceira e última alteração: Jean Mota no lugar de Renato, no meio. 

Aos 37 minutos, veio mais uma baixa no tricolor gaúcho. Luan caiu no chão com a mão no posterior da coxa esquerda. Roger tirou o atacante de campo e colocou em seu lugar Bobô para dar continuidade à partida. O Grêmio mal pode se acostumar com a alteração. No mesmo minuto da substituição, Copete disputou a bola pelo meio, e ela sobrou para Zeca, que dominou e fuzilou no canto direito sem chances para Grohe. O Santos alcançou o empate em plena Arena do Grêmio! No minuto 40, os paulistas ainda tentaram virar o placar. Lucas Lima limpou o lance para o meio, mas chutou fraco e Grohe segurou firme. 

Tentando fazer mais um gol para não deixar os três pontos escaparem, o Grêmio também utilizou sua terceira substituição, colocando Guilherme Augusto no lugar de Everton. Aos 43 minutos veio então o alívio gremista. Marcelo Hermes roubou a bola no meio de campo, Giuliano fica com ela e deixa o lateral na cara do gol para tocar na saída de Vanderlei. Era o momento de redenção do lateral, e dos donos da casa, que voltavam a dominar o placar. O árbitro ainda deu mais quatro minutos de acréscimos, onde o Grêmio ainda tentou ampliar sua vantagem, mas o placar não sofreu novas alterações. Fim de jogo na Arena, e mais três pontos na conta do Imortal.