Conheça Rogério Godoy, o preparador de goleiros que deixa sua marca na trajetória do Grêmio

Em incrível temporada de Grohe com uma defesa histórica contra o Barcelona de Guayaquil, certamente a figura de Rogério Godoy tem responsabilidade na formação do paredão gremista

Conheça Rogério Godoy, o preparador de goleiros que deixa sua marca na trajetória do Grêmio
Conheça a história de Rogério Godoy: O preparador de goleiros que deixou sua marca no clube gremista(Foto: Divulgação / gremio.net)

Quando se escuta falar em Marcelo Grohe, logo o torcedor gremista se lembra de defesa feita contra o Barcelona de Guayaquil. Porém, atrás de um grande ator quase sempre há um grande diretor que comanda os ensaios. E certamente esse diretor se chama Rogério Godoy, que é encarregado dos treinamentos do camisa 1 e dos goleiros reservas do time principal, como Paulo Victor e Léo.

Desde 2005 trabalhando no clube gaúcho, Rogério conquistou diversos títulos na categoria de base, como o Campeonato Brasileiro sub-20 em 2009. Sendo efetivado como o preparador de goleiros do time profissional em 2012, no lugar de Francisco Cersósimo, Rogério Godoy tinha a grande responsabilidade de tentar destacar os seus goleiros e ajudar o clube gaúcho a buscar títulos.

Com a titularidade de Marcelo Grohe o preparador foi lapidando ano a ano o atual camisa 1, até ajudar o menino de Campo Bom a conquistar seu primeiro título individual: O prêmio Bola de Prata, quando foi escolhido como o melhor goleiro do Campeonato Brasileiro em 2014. No ano seguinte após novamente ter feito uma grande atuação no campeonato, foi premiado pela segunda vez.

Com a convocação de Marcelo para Seleção Brasileira, Rogério ganhou notoriedade e respeito no clube, sendo elogiado diversas vezes por jornalistas e torcedores. Sendo conhecido com um xerife nos treinamentos, trabalhou bastante na evolução de Marcelo, que se destacou em 2016 por grandes defesas na Copa Libertadores e ajudou a quebrar o jejum de 15 anos sem vencer um título, com a conquista do penta na Copa do Brasil.

Em 2017, Marcelo passou por uma má fase e acabou sendo criticado por parte da torcida, porém, o preparador de goleiros se manteve focado e o ajudou a voltar aos trilhos com grandes atuações na Copa do Brasil e na Copa Libertadores, onde fez duas defesas espetaculares no jogo de ida ocorrido em Porto Alegre na final contra o Lanús. Considerando Marcelo um dos principais jogadores na conquista do tricampeonato da Libertadores, Rogério Godoy foi muito elogiado pelos torcedores e jornalistas, que viram a superação de Grohe e a segurança que o goleiro passou para todo o time.

Apesar do jeito sério nos treinos, Rogério é extremamente extrovertido com os colegas de clube e muito apegado à sua família, sempre citando a sua esposa e suas duas filhas: Antonella e Vitória, como alicerces da sua vida. Com certeza este ano de 2017 será inesquecível para o preparador de goleiros, por conta da grande atuação de Marcelo e pelo são sonhado título da Libertadores, que não foi possível erguer há 10 anos, quando perdeu para o Boca Juniors de Riquelme em Porto Alegre, diante de sua torcida no estádio Olímpico.

Pode-se afirmar que a vida do preparador é corrida e às vezes falta tempo para ficar mais próximo da família por conta das viagens e da concentração para os jogos que ocorrem em Porto Alegre. Mas todo esse esforço em ajudar o clube a levantar títulos, criou um legado do qual ele mesmo pode se orgulhar e que ficará marcado na memória de todos os torcedores gremistas. O ano de 2017 está no fim e certamente Rogério Godoy estará lapidando Marcelo Grohe almejando o tão sonhado título do Mundial de Clubes, que já virou uma realidade. Novos triunfos podem aumentar essa grande trajetória de Rogerião, nos 12 anos de carreira completados em 2017.