Náutico surpreende Vila Nova no Serra Dourada e soma segunda vitória na Série B

No duelo entre vice-líder e lanterna, Timbu vence e suspira; Tigre, que era vice-líder, perdeu duas posições, mas segue no G4

Náutico surpreende Vila Nova no Serra Dourada e soma segunda vitória na Série B
(Foto: Douglas Monteiro / Vila Nova)
Vila Nova
0 1
Náutico
Vila Nova: LUIS CARLOS; MAGUINHO, ALEMÃO, WESLEY MATOS, MATHEUS MULLER; GEOVANE, PH (TIAGO ADAN), ALAN MINEIRO (FERNANDO MEDEIROS), ALÍPIO; MATEUS ANDERSON (WALLYSON), MOISÉS.
Náutico: TIAGO CARDOSO; DAVID, BRENO CALIXTO, FELIPHE GABRIEL, HENRIQUE ÁVILA (MANOEL); AMARAL, BRUNO MOTA, DIEGO MIRANDA; ERICK (AISLAN), GILMAR, IAGO (GERÔNIMO).
Placar: 0-1, 32 MIN, BRENO CALIXTO
INCIDENCIAS: PARTIDA VÁLIDA PELA 18ª RODADA DA SÉRIE B DO CAMPEONATO BRASILEIRO, DISPUTADA NO ESTÁDIO SERRA DOURADA, EM GOIÂNIA.

Em partida válida pela 18ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro, Vila Nova e Náutico se enfrentaram na noite desta terça-feira (01) no estádio Serra Dourada, que estava de portões fechados devido a uma punição motivada pela violência das torcidas de Goiás e Vila na 10ª rodada. Com gol do zagueiro Breno Calixto, marcado aos 32 minutos da primeira etapa, os visitantes levaram a melhor em pleno território adversário.

Mesmo com a vitória, o Timbu segue na lanterna da competição, agora com 11 pontos, dez a menos que o Brasil de pelotas, que é o primeiro time fora da zona de rebaixamento. Na próxima rodada, os Alvirrubros enfrentam o Luverdense, na Arena de Pernambuco, para dar sequência à reação.

Já o Vila Nova, que vinha de uma vitória fora de casa e ocupava o segundo lugar na tabela, acabou perdendo duas posições, mas segue no G4, ocupando a quarta posição. O próximo adversário dos goianos é o Londrina, no Estádio do Café, no Paraná.

Em primeiro tempo equilibrado, Náutico consegue vantagem

Antes da partida, os donos da casa eram amplos favoritos, e já aos 6 minutos o meia Alípio buscou fazer jus a esse rótulo arriscando de longe e ameaçando a meta de Tiago Cardoso. Mas, disposto a reagir no campeonato, o Náutico não se mostrou acuado e quase abriu o placar aos 18 quando, após farrapada da zaga adversária, Iago por pouco não alcançou a bola, que saiu para escanteio.

Um minuto depois, Alan Mineiro tentou novamente pelo time goiano, mas chutou em cima do arqueiro alvirrubro. Depois, aos 32 minutos, enfim a rede balançou: Diego Miranda chutou da entrada da área, a bola desviou em Maguinho e encontrou o zagueiro Breno Calixto, que escorou para o gol, abrindo o placar.

Após sair da frente do placar, os pernambucanos não se acuaram e continuaram em cima. Aos 39 minutos, Iago arrancou individualmente e rolou para trás, mas a finalização de primeira de Bruno Mota foi por cima da meta de Luís Carlos.

Vila pressiona na etapa final, mas Timbu segura o resultado

Na volta para o segundo tempo, a postura do Náutico mudou, e o time visitante foi inofensivo, tendo que suportar a pressão vilanovense. O primeiro susto aconteceu logo aos 3 minutos, quando o cruzamento de Wallyson desviou em Breno e quase engana Tiago Cardoso, que salvou com a mão direita.

Os goianos seguiram na pressão, encurralando o time recifense. Aos 11 minutos, Matheus Muller cobrou falta com força, mas a bola foi à esquerda da barra. Pouco depois, aos 17, Moisés recebe belo lançamento de Alan Mineiro, porém finaliza para fora. 

Matheus Muller voltou a assustar em mais duas oportunidades, primeiro em chute de longa distância aos 35 minutos, onde a bola ainda triscou na trave e saiu pela linha de fundo. Depois, no último lance de perigo do confronto, após falta cometida por Manoel, que acabou sendo expulso, mais uma vez a trave salvou os alvirrubros pernambucanos, que conquistaram a sua segunda vitória nessa Série B.

Náutico