Palmeiras sai na frente, mas Grêmio reage e se classifica à semifinal da Copa do Brasil

Tricolor gaúcho garante vaga nas semis jogando longe de seus domínios enfrentando time misto do Verdão, que manteve foco principal na disputa do título do Campeonato Brasileiro

Palmeiras sai na frente, mas Grêmio reage e se classifica à semifinal da Copa do Brasil
Foto: Lucas Uebel / Grêmio
Palmeiras
1 1
Grêmio
Palmeiras: Jailson; Fabiano (Jean), Edu Dracena, Thiago Martins e Egídio; Thiago Santos, Gabriel e Cleiton Xavier (Erik); Allione, Lucas Barrios (Zé Roberto) e Gabriel Jesus. Técnico: Cuca.
Grêmio: Bruno Grassi (Léo); Edílson, Pedro Geromel, Kannemann e Marcelo Oliveira; Walace, Maicon, Ramiro (Miller Bolaños), Douglas e Pedro Rocha (Everton); Luan. Técnico: Renato Gaúcho.
Placar: 1-0, min. 5'/2T, Thiago Martins. 1-1, min. 30/2º T, Everton.
ÁRBITRO: Elmo Alves Resende Cunha - GO, auxiliado por Bruno Boschilia - PR e Cristhian Passos Sorence - GO. Cartões amarelos: Palmeiras: Edu Dracena. Grêmio: Edílson, Douglas, Pedro Geromel. Cartão vermelho: Palmeiras: Allione.
INCIDENCIAS: Partida válida pelo jogo de volta das quartas de final da Copa do Brasil, realizada no Allianz Parque.

Na noite desta quarta-feira (19), Palmeiras e Grêmio disputaram uma das vagas para a semifinal da Copa do Brasil em confronto válido pelas quartas do torneio. A vantagem tricolor por 2 a 1 conquistada no jogo de ida, em Porto Alegre, foi importante para que os gaúchos conquistassem a vaga com o empate em 1 a 1 no Allianz Parque, palco que recebeu os protagonistas da partida pela primeira vez desde sua inauguração.

Quando tudo parecia perdido, a história mudou para o Grêmio. Jogando com time misto, o Verdão saiu na frente com gol de Thiago Martins e vinha se classificado até os 30 minutos do segundo tempo, até que Everton, que minutos antes foi vítima de carrinho perigoso que causou a expulsão de Allione, deixou tudo igual na casa palmeirense e garantiu o time gaúcho na próxima fase. O adversário será o Cruzeiro, que bateu o Corinthians por 4 a 2 (5 a 2 no agregado). O sorteio dos mandos de campo acontece nesta quinta-feira (20), às 11h.

Palmeiras domina, mas esbarra na forte defesa do Grêmio

Após um minuto de silêncio em homenagem ao jornalista Marcelo Di Lallo, falecido na manhã desta quarta-feira, as equipes iniciaram a partida de forma pacata. O Grêmio foi se adaptando ao campo recém conhecido, tentando trocar passes, mas sofrendo um pouco, já que o gramado do Allianz Parque não estava em seu melhor estado. O Palmeiras, por sua vez, tentou pressionar a equipe visitante como de costume, mas o toque de bola estava difícil de ser concretizado, então as bolas aéreas foram acionadas, mas até os 15 minutos iniciais, nada de chances de perigo para ambos os lados.

Apesar de quase metade da etapa inicial ter passado, o jogo pareceu começar apenas aos 24 minutos, quando Egídio avançou até a linha de fundo e cruzou para Allione, que bateu de primeira, mas Marcelo Oliveira fez o corte quase em cima da linha. Na resposta, o Grêmio partiu no contragolpe e Pedro Rocha recebeu com liberdade, finalizando de pé esquerdo e dando um susto em Jailson, que só observou a bola passar raspando na trave.

A partir daí a partida pegou fogo. Aos 26 minutos, mais duas boas chances para o Palmeiras com Barrios e Allione finalizando com perigo dentro da área, mas foram parados por Marcelo Oliveira e Kanneman, que evitaram que a bola chegasse perto de entrar no gol. A pressão do Verdão tornou-se evidente, uma vez que o tricolor gaúcho se desorganizou na defesa, mesmo sendo o setor mais forte da equipe. Porém, aos poucos a defesa gremista foi se ajeitando e, nas várias finalizações do Palmeiras de dentro da área, a bola esbarrou nos zagueiros tricolores.

Aos 38 minutos um lance fez o tempo fechar na partida, quando Allione perdeu a bola para Walace, recebeu chute no chão e acabou se irritando, indo para cima do volante gremista. Apesar dos ânimos esquentarem, a situação logo se apaziguou. Apesar de várias tentativas do Palmeiras e bons sustos do Grêmio, o primeiro tempo perdurou até os 46 minutos sem nenhum gol.

Palmeiras marca, Grêmio empata e garante classificação

Com a mesma formação inicial entre as equipes, a retomada da partida contou logo com um lance perigoso do Grêmio no primeiro minuto do segundo tempo, quando Luan deu uma boa enfiada de bola para Douglas que não conseguiu alcançar dentro da área. Se contasse com um pouco mais de velocidade, daria trabalho ao goleiro Jailson. Dois minutos depois, o defensor do Verdão fez uma linda defesa em cobrança de falta que Douglas cruzou, e Marcelo Oliveira cabeceou forte. Jailson, atento ao lance, se esticou para mandar a bola para escanteio.

A equipe gaúcha claramente se mostrou melhor no início do segundo tempo, mas quem se deu melhor foi o Palmeiras. Após cruzamento de Cleiton Xavier aos cinco minutos, Thiago Santos cabeceou para o meio da área e Thiago Martins mandou para o fundo das redes de Bruno Grassi. 

Entre idas e vindas da bola nos dois lados do gramado, o Grêmio legou perigo aos 12 minutos de jogo. Fazendo fila na defesa palmeirense, Edilson deu trabalho e deixou a sobra com Walace, que finaliza de fora da área, mas Jailson aparece novamente para defender. O goleiro do Palmeiras se mostrou bem presente na partida em todas as vezes que foi exigido seus trabalhos, aplicando boas defesas.

Em uma atitude desnecessária aos 19 minutos, Allione comprometeu o resultado do Palmeiras. Após aplicar um carrinho duro em cima de Everton, o atacante do Verdão recebeu o cartão vermelho e foi expulso de campo. Quem também acabou sendo expulso foi o técnico Renato Gaúcho, por excesso de reclamação à beira do gramado por volta dos 25 minutos.

Aos 30 minutos, a chance de ouro do Grêmio. Everton recebeu passe de Douglas, driblou Jean e bateu no canto direito com categoria, dessa vez não dando chances de defesa para o goleiro Jailson. Após o gol, a equipe gremista conseguiu maior domínio de jogo, facilitando ainda mais com que segurassem a vantagem no placar agregado. 

O Palmeiras tentava chegar ao ataque e levar a partida aos pênaltis, mas era sempre travado pela defesa adversária. No último lance do jogo, o Verdão contou com uma falta no meio de campo. Com o time todo na área, inclusive Jailson, a bola foi alçada, mas nada aconteceu para evitar a classificação gremista para a semifinal da Copa do Brasil.