Contra o rebaixamento, Santa e Goiás se enfrentam no Arruda

Times estão separados por apenas dois pontos na classificação

Contra o rebaixamento, Santa e Goiás se enfrentam no Arruda
As duas equipes vivem um péssimo momento na competição (Foto: Divulgação / Goiás E.C)
Santa Cruz
Goiás
Santa Cruz: Júlio Cesar; Nininho, Anderson Salles, Sandro e Tiago Costa; João Ananias, Derley e Thiago Primão; João Paulo, André Luís e Grafite. Técnico: Marcelo Martelotte.
Goiás: Marcelo Rangel; Pedro Bambu, Matheus Ferraz, Alex Alves e Carlinhos; Victor Bolt, Ramires, Léo Sena e Andrezinho; Tiago Luís e Carlos Eduardo. Técnico: Silvio Criciúma.
ÁRBITRO: DANIEL NOBRE BINS (RS), COM O AUXÌLIO DE RAFAEL ALVES (RS) E ELIO NEPUMUCENO (RS)
INCIDENCIAS: Jogo válido pela 24ª rodada do Campeonato Brasileiro da Série B, à ser realizado no Arruda, em Recife, Pernambuco.

Em jogo válido pela 24ª rodada do Campeonato Brasileiro da Série BSanta Cruz e Goiás farão duelo contra o rebaixamento, nessa sexta (15), no estádio do Arruda, às 16h. No primeiro turno, com grande atuação de Carlos Eduardo, o Goiás venceu o tricolor por 2x1. O árbitro desse jogo será Daniel Nobre Bins com o auxílio de Rafael da Silva Alves e Elio Nepomuceno de Andrade. Todos são da Federação Gaúcha de Futebol.

Vivendo um momento difícil na Série B, com oito jogos sem ganhar, sendo seis deles derrotas consecutivas, o Santa Cruz chega para o jogo contra o Goiás com a expectativa de vencer e sair da zona de rebaixamento. Para isso, o tricolor aposta na continuidade do trabalho de Marcelo Martelotte, que fará seu segundo jogo na sua volta ao time coral.

Se o Santa vive um mal momento, a situação do Goiás está longe de ser diferente. O time amarga a 16ª colocação com 25 pontos e se perder, entrará na zona de rebaixamento, ao ser ultrapassado pelo seu próprio adversário. Por isso a vitória é essencial para o esmeraldino se manter na segunda divisão e começar uma retomada no campeonato.

 

Martelotte aposta na continuidade

Com uma das piores defesas da Série B, o Santa não perdeu tempo e contratou um novo zagueiro. Filho de um ex-jogador coral, o lateral Robson, que passou pelo time em 97, Guilherme Mattis chegou com o status de titular da defesa coral. Mas isso não deverá acontecer a príncipio, porque o técnico Marcelo Martelotte optou pela continuidade do time que encarou o ABC, com Anderson Salles, que sofreu uma lesão facial ao lado de Sandro na defesa.

"Optamos por manter a equipe que jogou em Natal. Isso é importante. Hoje, se reclama muito pela necessidade de mudança, e a gente não teve isso. Optei por repetir e trabalhamos bem para chegar preparado para este jogo", afirmou o comandante coral.

A única mudança que realmente ocorreu é no posicionamento dos jogadores, como o meia João Paulo, que agora está jogando mais pelas pontas, na sua posição de origem. A posição também dá mais liberdade ao jogador para flutuar no campo e ajudar os laterais no momento defensivo. O jogador é um dos poucos que são elogiados no time.

Para a torcida coral, a expectativa é que os dias de treino que o Santa Cruz teve, sejam suficientes para que o time mostre uma nova cara, já que no último jogo, mesmo com novo treinador e duas semanas de trabalho, erros voltaram a se repetir. A aposta é que o Arruda faça mais uma vez a diferença.

Com o time já definido para o jogo decisivo, o Santa irá a campo com: Júlio Cesar; Nininho, Anderson Salles, Sandro e Tiago Costa; João Ananias, Derley e Thiago Primão; João Paulo, André Luís e Grafite.

Novidades na escalação do esmeraldino

Pensando no confronto direto contra o Santa Cruz, o técnico Sílvio Criciúma teve uma longa conversa com seu elenco, após o treino realizado nessa quarta-feira (13). Tudo porque o time está muito abatido com a situação do time na competição e com o enorme jejum de vitórias que o esmeraldino enfrenta. Criciúma chegou a confessar que o bate-papo, foi mais importante, inclusive, que o treino tático.

"Hoje (quarta) foi um treinamento atípico, o melhor do treinamento foi a conversa. Senti o grupo abatido. Acredito muito em recomeço. Acredito que a partir desse treinamento a gente tenha uma condição diferente", disse.

Para tentar mudar os ares, o treinador já decidiu por fazer quatro mudanças em relação ao time que perdeu para o Paraná na última rodada, jogando em casa. O zagueiro Alex Alves retoma a vaga na zaga no lugar de Fábio Sanches, enquanto Victor Bolt entra como volante para a saída de Pedro Bambu. Outras novidades serão a presença do experiente meia Andrezinho e do atacante Tiago Luís.

Portanto, o time já definido e escalado por Silvio Criciúma vai jogar com: Marcelo Rangel; Pedro Bambu, Matheus Ferraz, Alex Alves e Carlinhos; Victor Bolt, Ramires, Léo Sena e Andrezinho; Tiago Luís e Carlos Eduardo.