Ciclismo Mountain Bike: tudo o que você precisa saber para o Rio 2016

A modalidade teve sua estreia nas Olimpíadas no ano de 1996, em Atlanta. Parente próximo do BMX, o Mountain Bike garante adrenalina em seus circuitos de terrenos sinuosos, cheios de subidas e obstáculos

Ciclismo Mountain Bike: tudo o que você precisa saber para o Rio 2016
Ciclismo Mountain Bike: saiba tudo que você precisa saber para o Rio 2016

A pista tem cinco quilômetros de extensão e o percurso não pode ter mais de 15% de terreno plano. As provas são realizadas no formato de cross-country. Vence o atleta que completar todas as voltas e alcançar primeiro a linha de chegada.

Ao longo do percurso, caso a bicicleta quebre, o atleta terá de conserta-la sozinho ou chegar até a zona de assistência da pista, onde mecânicos da equipe resolverão o problema. As provas podem durar até duas horas, por isso as pistas contam com zonas de alimentação, onde os ciclistas podem parar para comer algo e ao redor de todo o circuito recebem água e energético para conseguirem completar a prova.

A bicicleta é feita de materiais mais resistentes para aguentar os impactos dos obstáculos da pista e também projetadas para alcançar altas velocidades. Têm amortecedores traseiros e dianteiros e pneus mais largos. Apesar destas diferenças, ela não deixa de ser leve. Uma bicicleta do Mountain Bike não pesa mais de 10 quilos.

Ao longo de toda a história da modalidade atletas franceses têm ocupado o pódio em todas as edições, sem exceção. Quem conseguiu o primeiro feito foi Miguel Martinez, que levou o bronze em Atlanta. A partir de Sydney, em 2000, todas as medalhas de ouro conquistadas no Mountain Bike foram da França. Julie Bresset foi a primeira mulher a levar o ouro olímpico para o país, em 2012.

Os medalhistas de Londres vieram de seis países diferentes. Na categoria masculina, subiu ao lugar mais alto do pódio Jaroslav Kulhavy, da República Tcheca. A prata ficou com Nino Schurter, da Suíça, e o italiano Marco Aurelio Fontana levou o bronze. Entre as mulheres, quem seguiu Julie Bresset foram a alemã Sabine Spitz, com a prata, e Georgia Gould, dos Estados Unidos, bronze.

No Rio as provas serão realizadas no Centro de Mountain Bike, um percurso de 5.400 metros construído dentro do Parque Radical de Deodoro.