Tsonga faz jogo sólido e se sagra campeão em Marselha
Foto: Franck Pennant / AFP

O Palais des Sports da cidade francesa de Marseille recebe desde 2009 o ATP 250 da cidade, em quadra dura indoor, um típico torneio de tênis em solo francês. O local é bem conhecido, já que fica em uma praça esportiva junto do Estádio Velodrome.

A final do torneio foi disputada entre os tenistas da casa Jo-Wilfried Tsonga e Lucas Pouille. A boa fase de Tsonga, vindo de título de ATP 500 em Roterdã, na Holanda, foi confirmada em seu país, como jogo sólido do início ao fim, aproveitando as únicas quebras que teve nas mãos para se sagrar campeão pela 3º vez neste torneio.

O 1º set veio com uma quebra de saque logo de cara sobre Pouille, que realmente não começou muito bem e precisou se recuperar para voltar a sacar e não ser quebrado novamente durante esta parte. Com a vantagem estabelecidade desde o começo, restou Jo-Wilfried assegurar uma boa segurança em seus saques, sendo que em nenhum momento ele foi ameaçado por Lucas. Belas jogadas e bolas no T sobrando foram algumas marcas do set, sendo que tsonga se mostrava sempre muito preciso nos serviços, além de colocar mais vezes o 1º saque na quadra adversária. O 6/4 não demorou a chegar.

O 2º set começou melhor para Pouille, confirmando o saque e sendo mais agressivo ao deslocar Tsonga no fundo de quadra. Por sua vez, Jo manteve a alta intensidade e porcentagem de saques na quadra adversária com o 1º serviço, e aproveitando muito bem as bolas que sobravam no meio de sua quadra. O único break point enfrentado por Pouille foi justamente o que foi convertido contra, quando era disputado o 7º game, com empate em 3/3. O único game de saque em que sua intensidade e acertividade das bolas foram falhos, e custou caro.

Tsonga levou no banho-maria até chegar no 5/4 e sacar para o título. Fez 15-0 e depois teve apenas o trabalho de dar 3 aces seguidos e assim fechar com placar de 6/4 o jogo, com apenas 1h09 de partida ao total.

Esta foi a 4º final de Tsonga em Marseille, sendo campeão em 2009 (der. Michaël Llodra), e 2013 (der Tomas Berdych), e vice em 2014 (ven. Ernest Gulbis). Com o título, Jo vai retornar ao TOP 10 da ATP a partir desta segunda-feira, fixando na 7º posição. Pouille sobe para 15º posição no ranking mundial.

VAVEL Logo