Em Moscou, Potapova bate Zidansek e alcança primeira final WTA da carreira aos 17 anos
Foto: Divulgação/WTA

Em Moscou, Potapova bate Zidansek e alcança primeira final WTA da carreira aos 17 anos

Jovem russa vencia terceiro set por 5/2 quando adversária eslovena se retirou; partida durou quase duas horas

anaracheel
Ana Carneiro

Neste sábado (28), Anastasia Potapova, nascida em 2001, fez história ao tornasse a primeira jogadora nascida depois da virada de século a alcançar uma final no nível WTA. A russa mostrou alto nível de jogo durante toda a semana e, desta vez, mostrou-se digna de fazer final em casa, no Moscow River Cup. Potapova venceu de virada contra a eslovena #90 Tamara Zidansek, vencendo com parciais de 3/6, 6/4 e 5/2 (desistência), em 1h55.

Zidansek começou a partida muito acima do nível da adversária. Potapova sofreu duas quebras no início e, apesar de recuperar uma delas games depois, voltou a ser quebrada quando servia para se manter no set. Ao todo foram 11 break points na parcial, quatro da russa, que só foi capaz de converter um e sete da eslovena, que converteu três e venceu o set por 6/3.

Na segunda parcial, Potapova voltou melhor. Quebrou nos três primeiros games de serviço da adversária, e conseguiu ter uma quebra de vantagem, já que perdeu seu saque duas vezes. Depois do momento de quebras, a partida seguiu tranquila, até o penúltimo game da parcial, quando Zidansek serviu para se manter viva. A russa chegou a ter quatro set points, mas não soube tirar proveito de nenhum, precisando servir para o set logo em seguida. Aí, conseguiu confirmar e fechou em 6/4, deixando tudo igual.

Na última parcial, foi quando Potapova conseguiu brilhar por completo. Quebrou no primeiro game de serviço da adversária, salvou break points e conseguiu mais uma quebra. No descanso entre games, antes da russa ter a chance de servir para a partida, Zidansek concluiu que seria melhor retirar-se, pois estava com dor. 

Potapova comemorou com todo o seu team a sua vaga na final do WTA de Moscou, extremamente feliz. A jovem russa espera na final a #42 Aliaksandra Sasnovich ou a #181 Olga Danilovic, que também nasceu em 2001.

VAVEL Logo