Em final russa, Gasparyan supera Potapova e conquista segundo título WTA da carreira
Foto: VAVEL USA

Em final russa, Gasparyan supera Potapova e conquista segundo título WTA da carreira

Russa de 24 anos que chegou a pensar em desistir da carreira fez ótima partida para conquistar o segundo título WTA da carreira em cima da compatriota;partida durou exatas 1h

anaracheel
Ana Carneiro

Atualmente número 309 no ranking WTA, a russa Margarita Gasparyan tem muito do que se orgulhar. A jovem russa de 24 bateu a compatriota de 17 anos e número 143 do mundo, Anastasia Potapova na final do Tashkent Open por 6/2 6/1 em exatamente 60 minutos. 

+ Confira as ofertas de nosso parceiro FutFanatics

A russa, que vinha de longas partidas de três sets -6/2 3/6 7/6(2) oitavas de final v. Tatjana Malek; 3/6 6/2 6/1 quartas de final v. Fanny Stollar; 4/6 6/1 7/5 semi final v. Mona Barthel- , fez ótima performance na conquista de mais um título. Vale lembrar que Gasparyan passou por três cirurgias no joelho entre os anos de 2016/2017 e chegou a falar que se a última não resolvesse, ela deixaria o tênis. 

Toda a partida correu da forma que Gasparyan sonhou. Já na primeira parcial a russa quebrou nos dois primeiros game, abrindo vantagem de 3/0. Se aproveitando dos enormes erros de Potapova, que não parecia mentalmente pronta para fazer a final, Gasparyan logo serviu para o set, e fechou a parcial da melhor forma possível: com um ace e 40/0. O momento mas brilhante de Potapova aconteceu no sexto game, quando teve a chance de conseguir uma das quebras de volta, mas falhou devido a um excelente serviço da adversária. 

Potapova, mesmo com o jogo agressivo, fez apenas seis winners e cometeu o dobro de erros não forçados; Gasparyan, sabendo dosar bem o jogo agressivo/defensivo, fez 13 winners e cometeu 10 erros. Parcial durou 35 minutos. 

No segundo set, a mesma trajetória do primeiro: Gasparyan abriu vantagem de 3/0 com facilidade. Potapova continuou com os erros alarmantes e, visivelmente exausta mentalmente, passou a errar bolas fáceis, além de não ter qualquer shot na manga (quando tentou um drop shot, obteve como resposta o ponto mais bonito do jogo e deixou de tentar algo diferente desde então). Quando servia para se manter no set, Potapova fez mal e Gasparyan obteve três match points. Dois match points foram salvos de forma exemplar, pondo a vista uma Potapova que até então havia ficado escondida durante a partida. E, quando o público pensou que a jovem de 17 anos estava tendo uma reação, o anti-clímax: dupla falta que deu o título a uma inacreditada Margarita Gasparyan.

Potapova deve fazer sua estréia no top 100 e praticamente garante vaga no Australian Open 2019, visto que não possui pontos para defender pelo resto da temporada.

Com o título, Gasparyan retorna ao top 150, lugar onde certamente merece estar. 

MEDIA: 5VOTES: 1
VAVEL Logo