Kontaveit e Li vencem semifinais e dividem troféu de torneio sem final na Austrália
Foto: Divulgação/WTA

Na madrugada deste domingo (7), a estoniana #23 Anett Kontaveit e a estadunidense #99 Ann Li venceram suas partidas semifinais do Grampians Trophy, mas não disputaram a final, que poderia dar a uma delas o maior título de suas carreiras.

Kontaveit salvou dois match points e venceu a #22 Maria Sakkari com parciais de 2/6, 6/3 e 11-9, em 1h33. Já Li superou a compatriota #24 Jennifer Brady em jogo ainda mais apertado. A jovem de 20 anos anotou 7/6(5), 6/7(5) e 10-6, em 1h51. As duas receberam 305 pontos no ranking por serem finalistas e dividiram o prêmio de 50 mil dólares que seria dado para a campeã.

De forma polêmica, a WTA decidiu que o Grampians Trophy, um dos três torneios da série WTA 500 preparatórios para o Australian Open, não teria final. Este torneio foi criado para tenistas que tiveram que ficar em uma quarentena mais restrita após chegarem a Austrália porque estavam em aviões com pessoas que testaram positivo para a Covid-19.

A programação do torneio começou um dia depois dos outros e, assim como todas as competições na Austrália, foi interrompido na quinta-feira (4). O funcionário de um hotel onde alguns tenistas se hospedavam testou positivo para o coronavírus, e cerca de 500 pessoas tiveram que ser testadas para serem liberadas.

Medidas polêmicas da WTA

Por causa deste problema com o funcionário do hotel, a WTA decidiu que os jogos dos três torneios que chegassem ao terceiro set seriam decididos em um match tiebreak até 10. A ATP, por outro lado, manteve o sistema de pontuação mesmo com o imprevisto para os homens.

Os torneios ATP 250 que foram disputados no mesmo período foram finalizados na madrugada deste domingo (7), um dia antes do início do Australian Open. Isto porque, na programação de sexta-feira (5), a ATP colocou os jogos de oitavas e quartas de final em sequência.

Já a WTA não fez o mesmo e, ao invés de colocar dois jogos para serem disputados no mesmo dia, decidiu não realizar a final que daria às tenistas a possibilidade de um título inédito alegando falta de tempo hábil.

O que vem por aí

Li fez sua melhor campanha em um torneio WTA na carreira e ganhou 30 posições no ranking. Ela agora é a #69 do mundo - sua melhor posição anterior era o #97. Caso ela vencesse o título, entraria no top 60.

Já Kontaveit chegou pela sétima vez à uma final na carreira, e não teve a oportunidade de jogar pelo seu segundo título. Ela sobe uma posição no ranking, mas, caso vencesse o título, retornaria ao top 20.

As duas estreiam no Australian Open na programação de terça-feira (9) na Austrália. Kontaveit, cabeça de chave 21, encara a #90 Aliaksandra Sasnovich, enquanto Li joga contra a #35 Shuai Zhang.

VAVEL Logo