Djokovic vira contra Berrettini e vence Wimbledon pela sexta vez
Novak Djokovic venceu Matteo Berrettini em Wimbledon 2021 (ATP / Divulgação)

Seis títulos em 15 participações - três delas de maneira consecutiva. Cada vez mais histórico, o #1 Novak Djokovic venceu o #9 Matteo Berrettini neste domingo (11) e conquistou Wimbledon 2021. Com o troféu, o sérvio tornou-se o terceiro maior vencedor da história do Slam da grama de maneira isolada. 

A vitória veio de virada: o italiano venceu o primeiro set por 7/6 - com 7-4 no tiebreak. Nos seguintes, 6/4, 6/4 e 6/3 a favor do sérvio. A peleja teve 3h27 de duração. Djokovic soma 20 títulos de Slam, igualando Nadal e Federer.

Soberano

O primeiro set teve games longos. Logo no primeiro momento, Novak Djokovic precisou de dez pontos, recusando um break point, para confirmar o saque. No quarto, após oito pontos, Berrettini foi recusado pelo adversário; no oitavo, foram longos 22 pontos para o italiano vencer. Melhor ainda: no nono momento, o sérvio, depois de oito pontos, teve o saque quebrado.

No 12º, o italiano, por pouco, não foi recusado: foram oito pontos para a vitória acontecer. No tiebreak, Berrettini abriu 3-0 no começo e deixou Djokovic empatar; abriu 5-3 e, enfim, mantendo a vantagem, fechou a contagem do set em 7/6 após 7-4 no placar.

Disposto a mudar a partida, Djokovic começou com tudo o segundo set: ele venceu os quatro primeiros momentos, quebrando os serviços de Berrettini no primeiro (após oito pontos) e no terceiro período (depois de dez pontos, no terceiro break point).

Nem mesmo ao recusar o oitavo game o italiano conseguiu impedir a vitória do balcânico - no nono, ele precisou de oito pontos, recusando três break (e set) points para vencer. Na sequência, entretanto, ele fechou a parcial em 6/4.

O sérvio ficou em vantagem a partir do terceiro momento do terceiro set, quando recusou o adversário - no quarto e no sexto (neste último, recusando dois break points), Djoko precisou de oito pontos para vencer. No final, novo 6/4 na parcial.

Tudo corria como o previsto no quarto set, com games curtos e saques confirmados. Tudo mudou no sétimo momento, quando Berrettini foi rejeitado. No nono, depois de dez pontos, o sérvio aproveitou o terceiro break point para rejeitar o saque do italiano e vencer o set, a partida e a edição do torneio de Wimbledon por 6/3.

VAVEL Logo