Kontaveit vence final dramática contra Alexandrova e é campeã em Moscou
Foto: Divulgação/VTB Kremlin Cup

Em busca de uma vaga inédita ao WTA Finals, a #20 Anett Kontaveit venceu seu terceiro título em dois meses neste domingo (23). A estoniana conseguiu uma virada incrível na decisão do WTA 500 de Moscou diante da #37 Ekaterina Alexandrova,, dona da casa, fechando o jogo em 2 sets a 1, parciais de 4/6, 6/4 e 7/5, em 2h25. Esta foi a 21ª vitória de Kontaveit nas últimas 23 partidas que disputou.

Kontaveit batalha e vence

Este foi o segundo confronto entre as duas, e a segunda vitória dramática de Kontaveit - no primeiro, em Ostrava 2020, a estoniana chegou a salvar dois match points. Desta vez, Alexandrova chegou a liderar a partida por 6/4 e 4/0, antes da reação incrível da cabeça de chave 9.

Os números, no total, foram muito equilibrados. Alexandrova teve vantagem mínima nos winners - 35 a 34 -, mas sete erros não-forçados a mais - 43 a 36. As duas tiveram cinco aces e seis duplas faltas, enquanto Kontaveit converteu 5/15 break points e salvou 7/11.

Alexandrova não cedeu nenhum break point até sacar em 3/0 no segundo set, mas, nesta oportunidade, ela conseguiu confirmar. Daí para frente, porém, Kontaveit conseguiu reunir forças para reagir, vencendo sete games consecutivos. No meio da segunda parcial, a russa começou a sentir um problema na coxa, deixou a quadra ao fim do set, mas voltou pronta para lutar.

No set final, as duas salvaram break points cedo, e Kontaveit teve outra chance no oitavo game, desperdiçada. Na sequência, Alexandrova quebrou o serviço pela primeira vez no set e teve a oportunidade de sacar para o jogo em 5/4. Ela chegou a salvar dois bps, mas não conseguiu confirmar. A estoniana então aproveitou o momentum, vencendo os três últimos games e garantindo o terceiro título em 2021.

Luta pelo Finals

Esta foi a terceira final de Alexandrova, a primeira desde o seu único título em Shenzhen 2020, e a primeira acima do nível WTA 250.

Já para Kontaveit, esta foi a 11ª final, a quinta no ano, e o quarto título, três em 2021 - ela ainda teve um troféu dividido por problemas de calendário em um dos torneios preparatórios para o Australian Open.

Com a conquista da Kremlin Cup,, a estoniana iguala sua melhor marca no ranking na carreira - o 14º lugar - e vai brigar na semana que vem por uma vaga ao WTA Finals, que reúne as oito melhores tenistas do ano.

Neste momento, Kontaveit é a décima nesta corrida, mas, como Barty anunciou que não vai participar do torneio, briga com a nona colocada, Ons Jabeur, pela última vaga. A estoniana disputa na próxima semana o Transylvania Open, em Cluj-Napoca, na última semana válida para o WTA Finals. A tunisiana também estará em ação, no WTA 250 de Courmayeur, na Itália.

VAVEL Logo