Feijão luta, mas é derrotado por De La Nava em Campinas

Brasileiro João Souza melhorou jogo após derrota em 1º set com ajuda da torcida, porém alguns erros em pontos importantes custaram caro no 3º set e impediu que ele conseguisse virada

Feijão luta, mas é derrotado por De La Nava em Campinas
Foto: Instituto Sports / João Pires
João Souza "Feijão"
1 2
Daniel Muñoz De La Nava

O São Paulo ATP Challenger de Tênis, torneio realizado nas quadras de saibro da Sociedade Hípica de Campinas, teve uma ótima partida de 2º rodada nesta quinta (05) entre o cabeça 7 do torneio, o brasileiro João Souza “Feijão” e o experiente espanhol Daniel Muñoz De La Nava, jogo que fechou a programação da Quadra Central João Lima, a noite. Um jogo onde torcida e mental fizeram grande diferença, Feijão não conseguiu consumar a virada sobre De La Nava, que venceu por 2 sets a 1, com mais de 3 horas de partida.

O 1º set viu um espanhol confirmando rápido seus serviços, sem muitas dificuldades e com devoluções erradas do brasileiro. Este, em seu saque, teve games bem duros e demorados, tendo até alguns breaks contra para salvar, porém o fazendo até o fim do 6º game, quando a torcida na quadra já começava seu barulho e empurrar o brasileiro. Com embalo dos gritos e vendo que o espanhol não o conseguia quebrar com várias chances, o 7º game com saque de Daniel veio, e ele sacou mal, sendo quebrado. O problema foi, logo após, o brasileiro sacar mal e cometer novamente erros em bolas inciais nos pontos, e leva quebra de volta no 0-40. Com 4/4 no placar, o início da partida se refletiu, sendo o 11º game extremamente tenso, onde a torcida ajudou e muito com que Feijão não desistisse e levasse o game e o set ao tie break. Porém a reação e momento positivo pararam por ai. De La Nava jogou muito bem os 5 primeiros pontos e logo abriu 5-0 no tie, fechando qualquer porta de reação do brasileiro, que só empurrou outras 2 bolas a mais e assim fechar em 7-0 o tie break a favor do espanhol.

O 2º set viu a torcida motivar Feijão o tempo todo, que passou a se movimentar um pouco mais, porém ser mais agressivo nas trocas, aprofundando mais a bola e balançando o espanhol no fundo de quadra. Com 1 quebra acima, o brasileiro precisava de qualquer maneira mantê-la, e novamente em seu saque, enfrentava ótimas devoluções do espanhol, que passou a se defender muito bem e devolver sempre 1 bola a mais. Mesmo assim, um certo momento no começo do set, onde De La Nava passou a discutir com alguns torcedores mais exaltados na arquibancada, o fez se distrair, e isso acabou refletindo no set, tendo Feijão todo o momento positivo e força para levar o set, assim o fazendo por 6/4, dando ainda mais força aos gritos da torcida.

Foto: Instituto Sports / João Pires
Foto: Instituto Sports / João Pires

O 3º set começou com quebra no saque do brasileiro, porém recuperada logo rapidamente, chegando no placar de 4/3 e saque do espanhol. Neste 8º game, eis a chave que definiu o restante do jogo. Eram jogados 15-40 no saque do espanhol e torcida junto com Feijão para efetivar a quebra e sacar para o jogo. O espanhol, que sacava mal no game, encontra enfim 2 ótimos serviços iniciais, e ainda contou com outros 2 erros do brasileiro para salvar o game e empatar em 4/4. Com isso, Feijão sentiu o golpe de não conseguir quebrar e isso refletiu no seu game de saque na sequência, quando ele sim foi quebrado em game ruim de saque e levando bolas anguladas na linha, algo que Daniel acertou e muito durante todo o jogo. Na cadeira, era nítida a decepção de Feijão pelo “momento perdido”, e no serviço seguinte de Daniel, pode-se ver que o experiente espanhol não deixou a chance escapar e assim fechou o set em 6/4 e o jogo.

Uma batalha de 3h10 onde torcida e mental fizeram grande diferença, e um belo jogo realizado. De La Nava enfrentará o argentino Renzo Olivo, que bateu seu compatriota Facundo Mena por 2 sets a 1 também.