Milan bate Reggina e garante vaga nas quartas de final da Coppa Italia

O Milan recebeu o Reggina, da segunda divisão, no San Siro, pelas oitavas de final da Coppa Italia, e conquistou boa vitória diante de sua torcida. Mesmo sem alguns titulares, o rossonero venceu a partida por 3 a 0, com gols de Yepes, Niang e Pazzini. Com o resultado, o Milan garantiu vaga nas quartas da competição nacional e aguarda o restante dos jogos, na próxima semana. No entanto, o adversário da próxima fase já é conhecido: a Juventus.

A partida em Milão teve dois tempos muito distintos, com poucas chances de gol e pouca qualidade técnica na primeira etapa. No segundo tempo, o Milan não teve dificuldade para bater o Reggina, que está na zona de rebaixamento da Serie B, e dominou, marcou os três gols e saiu de campo com a vitória e a vaga. O rubro-negro volta a campo no próximo domingo, no mesmo San Siro, quando recebe o Pescara, pela 17ª rodada da Serie A.

Primeiro tempo sonolento, com poucas chances de gol

Jogando sem importantes peças do time titular, como De Sciglio, Montolivo e, principalmente, El Shaarawy, a atração da noite estava pela escalação de Rodney Strasser: o meio-campista fazia sua primeira partida na temporada. A comissão técnica também aproveitou para observar a partida de Rodrigo Ely, zagueiro do Reggina, emprestado ao adversário em co-propriedade com os rossoneri.

Liderados mais uma vez por Pazzini, que comandava as principais ações ofensivas do dono da casa, o Milan até ameaçou ir pra cima do Reggina no começo da partida, mas não mostrou a que veio. As chances de abrir o placar foram pouquíssimas na primeira etapa, sempre com a equipe não conseguindo concluir. O goleiro Facchin salvou duas finalizações de Pazzini e uma de Yepes, enquanto Bojan também teve sua chance, mas chutou pela linha de fundo.

Os visitantes, claramente com a proposta de se defender, não levaram nenhum perigo ao gol defendido por Abbiati. Pelo contrário: a partida foi lenta e cansativa para um modesto público no San Siro. O Milan foi melhor na primeira etapa, mas não conseguiu usar seu domínio para abrir o placar.

Facchin se destaca, mas Milan consegue se impor

O segundo tempo também começou devagar, mas o Milan logo marcou seu gol. Na sobra do escanteio, Emanuelson recebeu e, da direita, levantou para a área, encontrando a cabeça de Yepes: 1 a 0 para o rossonero. Na frente no placar, o técnico Massimiliano Allegri aproveitou para promover a entrada do atacante Niang, de 19 anos, que teve sua primeira chance real de mostrar seu futebol, e logo mostrou a que veio: em sua primeira jogada, o camisa 19 recebeu boa bola de Pazzini, dentro da área, e chutou para boa defesa do goleiro.

A primeira chance de gol do Reggina em toda a partida foi aos 60 minutos, quando Campagnacci driblou Yepes e arriscou, mas a bola saiu fraca e a direita do gol. O Milan tinha mais volume de jogo, e começava a criar boas chances, como nas boas finalizações de Abate e Pazzini, que resultaram em novas boas defesas de Facchin. O goleiro adversário vinha se destacando, mas logo o Milan tratou de matar o jogo: primeiro aos 79 minutos, quando Niang recebeu, sozinho, bola de Emanuelson, e tirou do goleiro, para marcar dois a zero, e depois, no minuto seguinte, quando Pazzini, em impedimento, recebeu bom passe de Bojan, dentro da área, e tocou para ampliar: 3 a 0 para o Milan.

No fim, o técnico Allegri pode ver boas partidas principalmente de Zapata, Emanuelson e Pazzini. Com o confronto contra a Juventus, líder da Serie A, na próxima fase da competição, o Milan precisará de seu time titular se quiser avançar.

Além do Milan, outros três times já estão nas quartas

O rossonero garantiu sua classificação nessa quinta-feira, e se junta ao grupo formado por Roma, Catania e Juventus. O time da capital italiana bateu a Atalanta, na terça, por 3 a 0. Pjanic, Destro e Pablo Osvaldo, que foi expulso depois, fizeram os gols do triunfo no Estádio Olímpico. Ontem, o Catania viajou até o Ennio Tardini e bateu o Parma, nos pênaltis. Após os gols de Dorlan Pabon e Francesco Lodi, a partida terminou empatada, e os visitantes levaram a melhor nas penalidades, vencendo por 4 a 3. Ao mesmo tempo, a Juventus vencia o Cagliari, em casa, por 1 a 0, gol anotado por Sebastian Giovinco, na partida que marcou o retorno do técnico Antonio Conte ao banco dos bianconeri.

Nas próximas terça e quarta-feira, os quatro jogos restantes das oitavas-de-final serão realizados. A Internazionale recebe o Hellas Verona, Lazio e Siena duelam na capital, o Napoli encara o Bologna em casa, enquanto Udinese e Fiorentina decidem uma vaga em Udine. Os quatro vencedores se juntarão a Milan, Roma, Catania e Juventus nas quartas-de-final da Coppa Italia.

VAVEL Logo