''Podemos fazer uma gracinha frente ao Porto'', presidente do Vitória de Setúbal
Fernando Oliveira acredita em um bom confronto de sua equipe frente aos atuais campeões (Foto: Reprodução/ A Bola)

O Vitória de Setúbal irá duelar com o atual campeão na abertura da Liga Sagres 2013/14. Nada mais, nada menos, que o poderoso Porto. Aliado a inferioridade técnica, existe um incomodo tabu para os alviverdes. O time não vence o adversário no Estádio do Bonfim, sua casa, desde o longilíneo seis de março de 1983. São mais de 30 anos sem fazer três pontos em seus domínios contra os portistas.   

Os pessimistas podem ver esse cenário como uma derrota antecipada. Mas o presidente do Vitória de Setúbal, Fernando Oliveira, enxerga na adversidade uma boa oportunidade de quebrar essa estatística. E ele conhece do assunto. ''Foi um jogo fantástico. O Vitória tinha uma equipe muito trabalhadora, que nunca virou a cara à luta e que suava a camisa'', relembrou. Fernando Oliveira era o chefe do departamento profissional de futebol dos Sadinos quando a equipe venceu os Dragões pela última vez em Setúbal.

Para a atual temporada, o Vitória se reforçou com o atacante paraguaio Ramon Cardozo, vindo do Nacional-PAR, e com o meia brasileiro Rafael Martins, ex-Audax-SP. Mas a principal aposta da diretoria é na manutenção da jovem equipe, com destaque para o zagueiro e volante paraguaio Cohene e o meia português Miguel Pedro.

''Não há vencedores antecipados. A equipe está coesa e é muitíssimo melhor do que a da temporada passada. Pedimos que os torcedores nos ajudem. O jogo com o FC Porto é difícil, mas podemos fazer uma gracinha'', completou Fernando Oliveira.

VAVEL Logo